Conceito.de

Conceito de zona urbana

Escutar o artigo

A definição de zona urbana varia consoante o país. De uma forma geral, é considerada urbana qualquer zona que apresentar uma população igual ou superior a 2000 habitantes. A atualização dos modelos de crescimento urbano tem feito com que a densidade da população, a extensão geográfica e o desenvolvimento de infraestruturas se combinem para ser pilares na delimitação deste tipo de zonas.

zona urbana
A infraestrutura de uma zona urbana é mais desenvolvida

Embora seja difícil generalizar, as zonas urbanas costumam apresentar um maior preço em termos de superfície (o custo de vida é mais caro, nomeadamente os próprios terrenos e alugueres) e uma menor presença de emprego no sector primário comparando com as zonas rurais. Por outro lado, as zonas urbanas oferecem uma maior gama de recursos para a sobrevivência das pessoas.

As zonas urbanas como as cidades caracterizam-se pelo desenvolvimento do seu setor secundário (industrial) e terciário (serviços). Se, por um lado, os produtos e os serviços da cidade têm influência no comportamento do campo, já este, por sua vez, abastece as regiões urbanas com mercadorias agrícolas e pecuárias.

Em geral, o espaço urbano excede os próprios limites da cidade, já que se formam grandes áreas metropolitanas periféricas agrupadas em seu redor.

Convém destacar que a taxa de urbanização é o índice demográfico que expressa a relação percentual entre a população urbana (os habitantes das cidades) e a população total de um país. Quanto maior o valor, maior é o nível de desenvolvimento.

Desde a Revolução industrial, a população urbana tem vindo a experienciar um crescimento constante. De acordo com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) em 2008, a população mundial terá sido de 50% em população rural e de 50% em população urbana, ano a partir do qual se tem vindo a registar uma ocupação cada vez maior das cidades.

Zona urbana e sua infraestrutura

É comum nas zonas urbanas a existência de edificações contínuas (os edifícios comerciais e residenciais), redes de iluminação, serviços de saneamento, serviços e saúde, calçadas, entre outros. Apesar de que em algumas zonas rurais alguns desses elementos também estejam presentes, nas zonas urbanas eles são comuns, estando quase sempre presentes (são exceções os locais de vulnerabilidade social), sendo tais elementos característicos de áreas urbanizadas.

Ainda que a densidade demográfica não seja um dos fatores principais que classifiquem uma aera como zona urbana, nas zonas urbanas ela é maior do que nas zonas rurais.

Desse modo, as populações que residem nas zonas urbanas possuem mais facilidade de acesso a escolas, hospitais, serviços de água encanada, tratamento de esgoto, opções de lazer, etc. E o que atraí muitas pessoas para as zonas urbanas é a industrialização e os processos mecanizados das atividades rurais, o que faz com que as pessoas migrem do campo para a cidade, num processo conhecido como êxodo rural.

Posto isso, uma zona urbana é também caracterizada por possuir uma infraestrutura mais desenvolvida e significativa, o que compreende transporte e outras. Mas nessas zonas podem haver áreas verdes que não foram construídas, sendo destinadas para lazer.

Tais características são levadas em consideração para classificar uma zona como urbana, por exemplo, no Brasil. No país, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) define que uma zona é urbana quando essa é sede de município e de distrito. E tal classificação não considera a quantidade de habitantes e nem mesmo o tamanho da cidade.

Urbanização e problemas sociais

conceito de urbanização
Com a urbanização, muitos problemas sociais surgem

Mas a urbanização e sua expansão sem que haja um devido planejamento pode causar sérios problemas, tanto sociais como também ambientais. Um exemplo comum é a ocupação de locais para a instalação de moradias, com casas sendo construídas em locais vulneráveis como próximos a rios, em encostas de morros (onde pode haver deslizamento de terra), etc.

Além disso, as zonas urbanas podem sofrer com a enorme produção de lixo, que muitas das vezes possui um destinado inadequado. Um exemplo são os lixões que são formados a céu aberto, o que gera poluição para o meio ambiente (no solo, no ar, etc.), fora o fato disso também gerar doenças.

Outros problemas que também são enfrentados nas zonas urbanas são a violência, o trânsito congestionado (que ocasiona muitos acidentes), a desigualdade social, pessoas em situação de rua (incluindo crianças, idosos e gestantes), entre outros.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (12 de Maio de 2011). Conceito de zona urbana. Conceito.de. https://conceito.de/zona-urbana