Conceito de hedonismo




Ago 22, 11 Conceito de hedonismo

O hedonismo é uma doutrina filosófica que proclama o prazer como fim supremo da vida. Por isso, os hedonistas baseiam a sua existência na busca pelo prazer e na supressão da dor.

Trata-se de um grupo de teorias morais que destacam que, de uma forma geral, tudo o que faz o homem é uma forma de conseguir/obter outra coisa. Só o próprio prazer é procurado por si só.

A ambiguidade intrínseca do conceito de prazer faz com que pensadores bastante diferentes eles sejam agrupados na trama geral do hedonismo. Em todo o caso, pode-se distinguir duas formas básicas do hedonismo: o hedonismo ético e o hedonismo psicológico.

Das escolas clássicas do hedonismo, encontra-se, por um lado, a escola cirenaica (séculos IV e III a.C.), fundada por Aristipo de Cirene, o qual defendia que o prazer era o bem superior e promovia as gratificações corporais acima das mentais.

O epicurismo, por sua vez, associava o prazer com a tranquilidade e evidenciava a redução do desejo sobre a aquisição imediata do prazer.

Convém destacar que muitas religiões condenam o hedonismo por considerarem que lhe falta moral. O catolicismo, por exemplo, considera que o hedonismo vai contra os valores do seu dogma, uma vez que coloca o prazer à frente do amor a Deus e do amor ao próximo.

Entre os principais preceitos da vida hedonista, destacaremos o facto de se preservar algum tempo para a desfrutação, de se dar ao luxo de pequenos mimos, de incentivar/estimular a curiosidade e de fazer por não racionalizar demasiado as emoções agradáveis.