Conceito de terror


Nov 10, 12

O terror é uma sensação de medo muito intensa. O medo define-se como uma perturbação angustiante do espírito devido a um risco real ou imaginário; a partir do momento em que o medo se apodere do controlo cerebral e que o indivíduo já não consiga pensar de forma racional, o mesmo está perante uma situação de terror.

O terror pode causar suores frios, a paralisia do corpo e, nos casos mais extremos, o falecimento por paragem cardíaca. A solução para controlar o medo é tentar respirar de forma lenta e esvaziar a mente, isto é, não pensar em nada e manter-se sereno.

Por outro lado, o terror é um género literário e cinematográfico, que compreende obras que visam assustar e provocar pânico no receptor. Nesse âmbito, podemos mencionar, por exemplo, contos de terror escritos por autores como Edgar Allan Poe ou Stephen King, ou filmes de terror como Friday the 13th. (Sexta-Feira 13, na versão portuguesa).

Também se entende por O Terror o período da Revolução Francesa, compreendido entre 1793 e 1794, durante o qual os revolucionários exerceram uma forte repressão contra os opositores. Maximilien Robespierre, um dos líderes revolucionários, assegurava que o chamado Terror não passava de uma justiça rápida, severa e inflexível. Convém destacar que o próprio Robespierre foi executado sem dó nem piedade, na guilhotina.

Esta concepção política do terror resultou no terrorismo de Estado, que tem lugar quando quem ocupa o poder estatal recorre a métodos repressivos e inconstitucionais para impor uma ditadura e dispor do controlo absoluto da sociedade.