Conceito.de

Conceito de autocracia

A etimologia de autocracia nos remete à palavra francesa “autocratie”, que, por sua vez, provém da palavra grega “autokráteia”. Chama-se de autocracia ao tipo de governo cuja lei máxima é a vontade de um único indivíduo.

Em uma autocracia, uma pessoa detém a totalidade do poder. A noção também pode ser usada quando um grupo de sujeitos exerce poder sem limitações ou regulamentos.

A ideia de autocracia surgiu na Rússia. Os czares eram autoridades que, ao tomar decisões e implementar medidas, não enfrentavam nenhum condicionamento. O absolutismo de Luís XIV na França também é geralmente considerado uma autocracia.

Em geral, todas as velhas monarquias se aproximavam da autocracia. O rei chegava ao poder por herança ou vontade divina e não tinha que prestar contas a nenhuma instituição. O resto do povo, portanto, não tinha a possibilidade de participar da vida política (eles não votavam em seus representantes, por exemplo).

Com o avanço da história, as monarquias tiveram que se adaptar aos princípios da democracia. Assim surgiram as monarquias parlamentares e monarquias constitucionais, onde os poderes do rei são limitados e existem outras figuras e órgãos de poder (primeiro ministro, presidente, legisladores, etc.).

Pode-se dizer, em suma, que o oposto da autocracia é a democracia. Em um sistema democrático, o poder é distribuído na sociedade através de vários mecanismos. Isso significa que as decisões tomadas pelos governadores contam com legitimidade, uma vez que aqueles que governam não o fazem em seu nome, mas em nome do povo.