Conceito.de

Conceito de dependência

“Dependência” é um termo que admite várias acepções e que se pode usar para mencionar uma relação de origem ou de união, a subordinação a uma potência superior ou a situação de um sujeito que não está em condições de se desenvencilhar por si mesmo.

A dependência política refere-se à anulação ou à limitação da vontade de um dirigente (chefe de Estado) ou de uma comunidade para tomar decisões fundamentais. Este tipo de dependência pode surgir por motivos estritamente políticos (como uma ameaça de represálias por parte de uma potência), mas também por questões económicas (quando um país depende do dinheiro que recebe de outro Estado como investimentos ou créditos) ou culturais (por ação dos meios de comunicação globalizados).

A medicina e a psicologia falam de dependência quando uma pessoa tem uma necessidade compulsiva de alguma substância para experimentar os seus efeitos ou para aliviar o mal-estar que resulta da sua privação. As drogas legais (como o álcool ou o tabaco) e ilegais (a cocaína, a heroína) geram dependência.

Esse tipo de dependência recebe o nome de dependência química e tem relação com a forma com a qual uma pessoa se relaciona com as drogas e em como ela consome uma determina substância química que causa esse vício, essa dependência.

A psicologia também descreve a dependência emocional. Essa dependência acontece quando uma pessoa necessita de outra para se sentir feliz e plena, depositando todas as suas esperanças na crença de que ter alguém ao seu lado preencherá o vazio. Essa dependência pode ocorrer em relacionamentos com amigos, familiares e também relacionamentos amorosos.

Uma pessoa que é dependente emocionalmente não consegue tomar suas próprias decisões, sente-se insegura, com medo de errar e, com isso, ser rejeitada pela outra pessoa. Nesse caso, é comum a pessoa sentir medo de dizer “não” para alguém com esse receio de ser rejeitada. Ela também tem o hábito de se sacrificar e fazer tudo pelas demais pessoas, a fim de mantê-las sempre por perto e ampliar a dependência.

Outro tipo de dependência é a dependência social, que ocorre quando uma pessoa tem um elevado de grau de incapacidade (invalidez) ou de condicionalidade (deficiência) e precisa da ajuda de terceiros para sobreviver. Um exemplo habitual desta dependência ocorre com as pessoas idosas que necessitam de ajuda para se alimentarem ou se deslocarem.

Dependência pode também descrever quando uma pessoa, tendo plena saúde, depende que outra pessoa faça tudo por si, seja em termos de tarefas ou em questões financeiras. Por exemplo: “o seu filho já era adulto, porém ainda tinha dependência do sustento dos pais”, “havia em si uma dependência para que seu irmão tomasse quase todas as suas decisões”.

Uma dependência, por fim, também pode ser uma filial (de uma empresa), uma parte acessória ou ainda o anexo de uma casa.

O antônimo de dependência é “independência”, esse termo descreve algo ou alguém que possui liberdade e autonomia para cuidar de si e que é capaz tomar as suas próprias decisões.