Conceito de flutuação


Out 28, 13

Flutuação é a acção e o efeito de flutuar (manter-se à tona/superfície de um líquido ou de um gás, estar no ambiente influindo no ânimo, boiar). O termo é usado para fazer referência à acção do corpo da pessoa que está a nadar.

Exemplos: “O meu filho está a aprender a nadar, mas ainda lhe custa a flutuação”, “Duas horas sem parar de flutuação causaram-me cãibras nas pernas”, “Uma flutuação sem grandes esforços é o primeiro passo para se tornar um bom nadador”.

Deve-se dominar a flutuação para conquistar a autonomia na água. Entre os factores que incidem na flutuação, destacam-se características naturais da pessoa (como o tecido adiposo ou o ar que se encontra nos pulmões ao inspirar) e do ambiente (a pressão atmosférica, a densidade da água, etc.)

É possível distinguir a flutuação estática (quando se consegue flutuar sem realizar nenhum movimento corporal) e a flutuação dinâmica (que implica um deslocamento ou a falta de movimento, mas com a aplicação de certas forças).

Flutuação também é o processo físico-químico que permite separar espécies minerais a partir da adesão selectiva de partículas em bolhas de ar.

Na economia, a flutuação é a oscilação de uma divisa (moeda) cuja cotação varia de acordo com os movimentos do mercado, já que não existe nenhuma taxa de câmbio fixada pelo Estado.

Dá-se o nome de margem de flutuação aos limites máximos ou mínimos aos que se pode submeter a flutuação cambial da moeda sem a intervenção do Banco Central.