Conceito.de

Conceito de informática

Escutar o artigo

O termo “informática” provém do francês informatique, implementado pelo engenheiro Philippe Dreyfus em inícios da década de 60. A palavra é, por sua vez, um acrónimo de information (informação) e automatique (automática).

Desta forma, a informática refere-se ao processamento automático de informação através de dispositivos eletrônicos e sistemas computacionais. Os sistemas informáticos devem contar com a capacidade de cumprir três tarefas básicas: entrada (captação da informação), processamento e saída (transmissão dos resultados). O conjunto destas três tarefas é conhecido pelo nome de algoritmo.

Ela ainda descreve um conjunto das ciências que possuem relação com a transmissão, armazenamento e processamento de informações por meio digitais. Nisso compreende-se: a teoria da informação, a análise numérica, a ciência da computação, o processo de cálculo, entre outros.

A informática reúne muitas técnicas que o homem desenvolveu com o objetivo de potenciar as suas capacidades de pensamento, memória e comunicação. A sua área de aplicação não tem limites: a informática é utilizada na gestão de negócios, no armazenamento de informação, no controlo de processos, nas comunicações, nos transportes, na medicina e em muitos outros setores.

A informática abarca também os principais fundamentos das ciências da computação, como a programação para o desenvolvimento de software, a arquitetura dos computadores e do hardware, as redes como a Internet e a inteligência artificial. Inclusive, aplica-se em vários temas da eletrônica.

Considera-se que a primeira máquina programável e completamente automática da história foi o computador Z3, concebido pelo científico alemão Konrad Zuse em 1941. Esta máquina pesava 1000 quilogramas e demorava três segundos para realizar uma multiplicação ou uma divisão. As operações de somar ou de subtrair, por sua vez, levavam 0,7 segundos.

No que tange a informática, temos dentro dela o conceito de informática educacional. Ela trata-se do uso dos recursos computacionais para o ensino, servindo como elementos adicional para tal, independente da disciplina.

No entanto, é importante deixar claro que esse recurso não se trata da substituição do professor em sala de aula, muito pelo contrário. Ele vem para facilitar o dia a dia do docente e também melhor a aprendizagem do aluno. Ou seja, o professor permanece como o principal no processo de aprendizagem.

Quanto ao modo de utilizar a informática na educação, não existe regras, Porém alguns fatores devem ser levados em consideração para um processo eficaz, tais como o planejamento e o uso da criatividade e, claro, o domínio da informática.

Trabalhar com a informática na educação não consiste apenas em inserir computadores nas instituições ensino e deixar que os alunos usem-no como bem entenderem. Muitos acabam tendo esse pensamento errôneo do uso do sistema informativo nas escolas, faculdades, entre outros.

O computador, na realidade, vem como uma ferramenta de trabalho tanto para o professor quanto para o aluno, ajudando no processo de ensino-aprendizagem. Trazendo muitos benefícios. E para isso é de suma importância que o docente possua domínio sobre essa ferramenta e que esse também conte com um plano de aula que entre em contexto com as disciplinas em questão.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (22 de Novembro de 2011). Conceito de informática. Conceito.de. https://conceito.de/informatica