Conceito.de

Conceito de nebulosa

Escutar o artigo

Nebulosa é um termo que surge na astronomia para designar uma nuvem interestelar composta principalmente de poeira cósmica e gases. As nebulosas são ainda chamadas de “berço de estrelas”, dado que a atração gravitacional dentro das mesmas é capaz de aglutinar a matéria e gerar uma nova estrela.

nebulosa
Uma nebulosa é composta principalmente de poeira cósmica e gases

A palavra nebulosa tem sua origem no latim “nebula“, que possui o significado de “nuvem”. O mesmo foi usado pelos astrônomos devido a semelhança que a nebulosa possuía com uma nuvem.

Dentre os exemplos mais conhecidos de nebulosas há a Nebulosa de Hélix, que fica na constelação de Aquário, a cerca de 700 anos-luz da Terra, essa é uma das que estão mais perto do planeta. Por conta do seu formato, a mesma é ainda chamada de “olho de deus”.

Com a morte de uma estrela de formou a Nebulosa Hélix, devido a isso ela é definia como uma nebulosa planetária.

Outro exemplo de nebulosa é a Nebulosa da borboleta, que possui o formato de uma asa de borboleta. A mesma encontra-se na constelação de Escorpião, a cerca de 4.000 anos-luz da Terra. Essa é também uma nebulosa planetária devido a ter se formado com a morte de uma estrela menor.

Formação da nebulosa

Muitas nebulosas são formadas a partir da explosão de estrelas massivas, as quais estariam (as estrelas) no seu ciclo final de vida. A essa explosão é dada o nome de supernova, sendo que a mesma envia a matéria da estrela para distintas direções, gerando uma ou mais nebulosas, com essas podendo ter diferentes tamanhos e formados.

Contudo, a aglutinação de átomos em virtude da gravidade pode também dar origem para uma nebulosa.

O espaço interestelar possui uma densidade de aproximadamente 1 átomo por centímetro cúbico (enquanto isso, na Terra, a densidade de átomos é de 1019 átomos por cm³). E mesmo que esses átomos (de hélio e hidrogênio) se encontrem muito diluídos no espaço, uma vez ou outra eles podem se atrair devido a força da gravidade.

Num determinado momento, o núcleo que é composto por tais partículas passa a ter temperaturas e também pressões que seriam as ideais para que seja possível a fusão entre os mesmos, o que provocaria a emissão de ondas eletromagnéticas com a capacidade de excitar a massa de gás que se encontra ao seu redor, assim havendo a emissão de radiação eletromagnética em comprimentos de ondas que se pode ver.

Tipos de nebulosas

conceito de nebulosa
Existem diferentes tipos de nebulosas

As nebulosas podem se classificar conforme seu tamanho e outras características. Nisso há os seguintes tipos: nebulosas difusas, de emissão, de reflexão, escuras e as planetárias.

Nebulosas difusas

São nebulosas que não possuem limites tão definidos. E as mesmas ainda podem ter subclassificações: nebulosas de emissão e nebulosas de reflexão, de acordo com o modo como se comportam com a luz visível. A Nebulosa da Águia e a Nebulosa Ômega são exemplos de nebulosas difusas.

Nebulosas de emissão

Essas nebulosas se tratam de nuvens de gases com altas temperaturas e que possuem ainda uma elevada concentração de hidrogênio ionizado, que é o gás mais comum no universo. É comum que as nebulosas difusas emitam cores avermelhadas em decorrência da presença de hidrogênio em altas concentrações.

Tais nebulosas fazem a absorção da luz que as estrelas perto delas liberam por meio dos raios ultravioletas, sendo que quando as mesmas se encontram num estado de energia menor elas fazem a liberação da luz visível.

Nebulosas de reflexão

Já as nebulosas de reflexão, como o nome já sugere, fazem a reflexão da luz das estrelas que estão perto. E é comum que se encontre essas nuvens de gás e poeira num tom azulado, por conta de que há mais facilidade de dispersar a cor azul.

Elas normalmente são observadas junto as nebulosas de emissão, mas não são tão quentes a ponto de causar a ionização no gás da nebulosa como ocorre com as nebulosas de emissão, contudo as mesmas possuem um brilho que é capaz de ajudar a tornar o gás visível.

A Nebulosa de Órion, que fica no cinturão de Órion, se trata de uma das nebulosas de reflexão mais conhecidas.

Nebulosas escuras

Enquanto isso, as nebulosas escuras se tratam de nuvens de poeira e gás bastante densas e frias, a luz não é capaz de passar por elas e essas ainda não fazem a emissão de luz visível. Tais nebulosas são comuns de serem encontradas em locais pobres em estrelas. As mesmas possuem um aspecto de mancha mais escura com mais iluminação a sua volta.

Um dos exemplos de nebulosas desse tipo é a Nebulosa Saco de Carvão, a qual pode ser observada a olho nu da Terra.

Nebulosas planetárias

Primeiramente, as nebulosas planetárias recebem tal nome porque a primeira pessoa que as observou, que foi o astrônomo William Herschel, tinha a crença de que elas se tratavam de planetas gasosos. Essas são formadas com a morte de uma estrela ou quando essa última se encontra em seu estágio final de vida. uma curiosidade é que nenhum nebulosa desse tipo pode ser vista a olho nu.

Citação

SOUSA, Priscila. (9 de Novembro de 2022). Conceito de nebulosa. Conceito.de. https://conceito.de/nebulosa