Conceito.de

Conceito de placenta

Escutar o artigo

A placenta é o órgão que surge no cordão umbilical e que permite a intermediação entre a mãe e o seu bebé (ou a cria) enquanto ocorre a gestação.

Placenta
Desenho do útero com um bebê

Graças à placenta, que se fixa ao útero, o bebé pode nutrir-se/alimentar-se, respirar e expulsar dejetos. Mas além disso, é função da placenta também a produção de hormônios que são essenciais para a gravidez, tais como estrógenos, progesterona e do hormônio HCG (Gonadotrofina Coriônica humana (hCG), que é o responsável por impedir a destruição do corpo lúteo e também faz a estimulação da produção de esteroides.

A placenta é um órgão que possui o formato de um disco e que encontra-se em boa parte dos mamíferos, os quais são considerados eutérios, enquanto que há outros, como os prototérios, em que esse órgão é ausente.

Existem diferentes tipos de placenta conforme a espécie. No caso dos seres humanos, a placenta é dita hemocorial uma vez que o tecido do feto chega a estabelecer contato com o sangue da mãe.

À medida que avança a gravidez, a placenta perde grossura para que as trocas sejam mais intensas. Uma vez que se produz o parto, este órgão não deve cumprir com mais nenhuma função, pelo que a mãe a expulsa. Alguns animais, e inclusive seres humanos dependendo da cultura, podem comer a placenta, uma vez eliminada do corpo materno.

Versões da placenta para aqueles que optam pelo seu consumo

A ingestão da placenta recebe o nome de placentofagia. Existem motivos físicos que justificam essa conduta: tendo em conta os seus componentes, pode facilitar a secreção do leite materno e reduzir o stress que se produz pelo parto, por exemplo. Há uns anos houve um grande alarido quando o ator Tom Cruise garantiu que iria comer a placenta da mãe da sua filha Suri embora depois o tenha negado.

E com cada vez mais pessoas querendo consumir a placenta, passou-se a utilizar esse órgão em diferentes formas, tais como a produção de cápsulas com elas, onde a placenta é transformada em pó, em forma de tintura e, ainda, na forma de pomadas que são usadas na pele e são, até mesmo, aplicadas nos bebês (especialmente os recém-nascidos).

Há as que são denominadas de placenteiras, que são mulheres especializadas em fazer a manipulação de placentas e, posteriormente, transformar esse órgão num dos produtos citados. O termo placenteira surgiu no México para descrever essas mulheres, tendo surgido entre as que já praticava tal procedimento.

Conhece-se pela designação de placenta prévia, por outro lado, um problema que pode acontecer durante a gravidez quando este órgão adere à região inferior do útero, o que pode fazer com que se bloqueie o colo do útero. A placenta prévia, por conseguinte, impede que o feto saia do útero pelo canal de parto.

Placenta como obra de arte

Mas além do uso da placenta como elemento medicinal, há ainda quem a use como elemento para a arte.

Existem placenteiras que usam esse órgão para a elaboração de obras de arte, tal como a que usa o sangue da placenta para marcar a forma do órgão num papel em branco. Há até mesmo aquarelas feitas com o uso de tintas e usando o papel em que a placenta foi marcada.

Carece de estudos que comprovem os seus benefícios

Conceito de placenta
Desenho de bebê no útero da mãe

Esse uso da placenta para consumo, e onde é descrito que ela possui propriedades benéfica para a saúde, é chamado de medicina da placenta. Contudo, essa prática não possui comprovação científica

O CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos, já havia alertado que o consumo da placenta poderia ser prejudicial para a saúde, alertando para que as mães não consumissem a cápsula, pois fora feito um estudo que indicava que um recém-nascido tinha contraído uma perigosa infecção devido a isso.

Há um alerta também pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, que desaprova o uso da placenta para consumo, dado que não há um embasamento cientifico que comprove os benefícios dessa prática.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (2 de Abril de 2015). Conceito de placenta. Conceito.de. https://conceito.de/placenta