Conceito de sacarose


Fev 15, 16

O vocábulo latino sacchărum chegou à nossa língua como sacarose. Trata-se de um termo que se pode utilizar como sinónimo de açúcar comum (um hidrato de carbono de sabor doce e cor branca que se pode dissolver em água).

A sacarose é um dissacarídeo: isto é, um hidrato de carbono que se forma a partir da união de dois açúcares monossacarídeos. No caso concreto da sacarose, os açúcares que se unem são a glucose e a frutose.

Os cristais de sacarose adquirem uma cor branca a partir da difracção da luz. Pelo seu sabor, a sacarose é o edulcorante mais popular. Isto significa que se lhe adiciona sacarose (açúcar comum) aos alimentos que se desejam adoçar: o café, um bolo, uma fruta ácida, etc.

O ser humano tende a consumir sacarose em excesso, algo que deriva em diversos problemas de saúde. O consumo excessivo de sacarose está relacionado com o seu apreciado sabor e o seu baixo custo. Por isso, muitas comidas incluem uma quantidade exagerada de sacarose.

Os médicos costumam mencionar que a sacarose pode provocar diabetes, gerar cáries e contribuir para a obesidade. Deste modo, sugerem limitar o seu consumo ou utilizar outros edulcorantes naturais que são mais saudáveis para o organismo.

Cabe destacar que a sacarose pode obter de diversas fontes. As mais comuns são a cana-de-açúcar e a beterraba. Uma vez obtida a sacarose, é purificada e cristalizada para obter o açúcar de mesa que se comercializa em bolsas, pacotes e carteiras.