Conceito de filantropia


Dez 23, 11

Filantropia é um vocábulo de origem grega que significa “amor pelo género humano”. Trata-se de um conceito utilizado de forma positiva para fazer referência à ajuda que se oferece ao próximo, à humanidade, sem requerer uma resposta nem nada em troca. Dá-se o nome de filantropos aos sujeitos ou organizações que costumam desenvolver projectos de solidariedade.

O voluntariado, as doações (ou os donativos) e a acção social sem fins lucrativos ou políticos fazem parte da filantropia, que pretende construir uma sociedade mais justa e equitativa, na qual todas as pessoas tenham as mesmas possibilidades de desenvolvimento.

Os historiadores afirmam que o impulsor do conceito de filantropia foi o imperador romano Flavio Claudio Juliano (332-363), quem procurou restaurar o paganismo em vez do catolicismo. Para tal, propôs a noção de filantropia em substituição da caridade cristã.

Misantropia é o conceito oposto ao de filantropia e implica uma tendência geral que se caracteriza pela antipatia para com o género humano. O misantropo sente repulsa pelas principais características dos seres humanos. Noutros termos, não entra em conflito com as pessoas, mas a sua estrutura psicológica e social leva-o a rejeitar toda a espécie.

Actualmente, um dos filantropos mais conhecidos é Bill Gates, que é um dos criadores da empresa de software Microsoft. Gates foi galardoado em 2006, juntamente com a sua esposa Melinda, com o Prémio Príncipe das Astúrias de Cooperação Internacional graças ao trabalho desenvolvido na sua fundação. Nesse mesmo ano, Gates doou 500 milhões de dólares para a luta contra a SIDA.