Conceito.de

Conceito de dilema

Escutar o artigo

Dilema é um termo com origem no latim dilemma, ainda que a sua origem etimológica mais remota se encontre num vocábulo grego composto que se pode traduzir como “duas premissas”.

dilema
Num dilema, há sempre duas ou mais opções para serem escolhidas e que geram dúvidas

Um dilema, por conseguinte, é um argumento que é formado por duas proposições contrárias e disjuntivas: ao conceder ou negar qualquer uma destas duas proposições, fica demonstrado aquilo que se queria provar.

Na linguagem do dia-a-dia, entende-se por dilema qualquer problema que se possa resolver através de duas soluções, mas em que nenhuma das duas é completamente aceitável ou, caso contrário, em que as duas sejam igualmente aceitáveis. Noutros termos, ao escolher uma das opções, a pessoa não fica totalmente satisfeita.

Aquilo que faz um dilema é colocar um indivíduo numa situação de dúvida, debatendo-se entre duas alternativas. O dilema pode surgir por diversas questões: profissionais, morais, etc. É frequente que a pessoa se debata entre uma opção “correta” (aquilo que é suposto fazer) e uma opção “sentimental” (aquilo que sente que quer fazer).

O surgimento de dilemas na vida quotidiana é bastante frequente. Suponhamos que o chefe de um jornal pede ao seu redator para escrever uma nota a favor de um autor do diário que está a ser investigado por corrupção. O jornalista, no entanto, teve acesso a provas que demonstram a culpabilidade do autor. O redator depara-se portanto com um dilema: obedecer ao seu chefe para conservar o seu emprego, ainda que tenha de mentir aos leitores; ou escrever uma nota com a verdade sobre o caso, com o risco de ficar sem trabalho.

Índice de tópicos

Dilema moral

Um dilema moral se trata de quando um agente está obrigado a realizar uma ação, devendo escolher entre duas ou mais ações que estão disponíveis. Ao realizar uma ação, isso implicará a não realização da outra.

Se há uma pessoa que se machucou de forma grave e outra que precisa ir para o trabalho, essa segunda pessoa pode deixar de ir para esse compromisso e socorrer essa pessoa que se machucou.

Ao realizar essa ação, a pessoa que iria trabalhar não está deixando de lado seu compromisso e desconsiderando os valores do mesmo, mas apenas revendo o que é prioridade naquele momento, dado que o valor moral que faz a fundamentação da ação de ajudar uma pessoa gravemente ferida se sobrepõe ao valor moral que fundamenta a outra ação que ele realizaria. E muitos dilemas que surgem no dia a dia tratam-se dessa discrepância em conseguir avaliar a característica que anula uma ação.

Mas um dilema moral pode ser qualquer problema onde a moralidade seja algo relevante.

Mas há ainda quem considera como dilema moral quando um agente deve escolher entre duas opções, mas nenhuma delas é derrotada, contudo esse agente não é capaz de cumprir as duas. E pode ainda ser quando esse agente possui a obrigação ou exigência moral para que realize duas ações, contudo ele não é capaz de fazê-las.

Ao dilema moral é dado ainda o nome de dilema ético ou de paradoxos éticos.

Dilema de Heinz

conceito de dilema
Lawrence Kohlberg fazia uso do dilema de Heinz para compreender o desenvolvimento moral das pessoas

O dilema de Heinz se trata de um exercício de pensamento utilizado na filosofia com o objetivo de fazer o estudo dos cenários da ética e da moralidade. Lawrence Kohlberg, um psicólogo dos Estados Unidos, era quem fazia uso desse dilema para saber sobre o desenvolvimento moral das pessoas.

Conta-se que a esposa de Heinz estava com um tipo de câncer em estágio avançado, mas havia uma droga descoberta que poderia salvar a vida dela. Contudo, essa droga estava sendo vendida por quem a descobriu por um preço muito alto, qual Heinz não era capaz de pagar todo, mas não conseguiu nem mesmo negociar, pois o químico que descobrira a droga não quis entender que a esposa de Heinz estava muito doente, recusando qualquer oferta que não fosse a pedida por ele. E como Heinz estava desesperado para poder salvar sua esposa, ele decide roubar aquela droga.

E com base nisso, Kohlberg levanta os seguintes questionamentos:

– Heinz deveria ou não roubar aquele medicamento?

– Será que seria diferente se ele não amasse sua esposa?

– E se a pessoa não fosse sua esposa, mas uma estranha, isso mudaria algo?

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (22 de Julho de 2014). Conceito de dilema. Conceito.de. https://conceito.de/dilema