Conceito.de

Conceito de embriologia

A palavra grega “émbryon” chegou ao português como embriologia. O conceito é utilizado em referência à especialidade da genética voltada para a análise da origem e do crescimento dos embriões.

Um embrião é um ser vivo nos primeiros estágios de seu desenvolvimento. Essa fase começa com a fecundação e se estende até que o indivíduo atinja as propriedades morfológicas que caracterizam sua espécie. No caso do ser humano, embrião é o nome que o organismo recebe na gestação até o final do terceiro mês de gestação.

Embriologia, em suma, especializa-se em tudo o que diz respeito ao embrião. Seu objetivo de estudo é a embriogênese (formação e desenvolvimento dos embriões). O ponto de partida de seu interesse começa com a fertilização, quando um gameta feminino e um gameta masculino se fundem para criar um zigoto. Essa célula, estudada pela embriologia, fica conhecida como embrião até ultrapassar as oito semanas de existência, quando passa a se chamar feto.

Pode dizer-se que a embriologia fornece informações úteis sobre o início da vida humana e sobre as várias mudanças que ocorrem antes do nascimento. É por isso que é muito importante conhecer as variações na estrutura dos indivíduos e detectar e, eventualmente, corrigir distúrbios genéticos.

As contribuições da embriologia também são vitais no âmbito da pediatria: os médicos, por meio dessa disciplina, podem obter dados sobre anomalias congênitas que podem afetar seus pacientes.