Conceito.de

Conceito de teratogénese

O conceito de teratogénese não consta nos dicionários de língua portuguesa embora a publicação reconheça o termo teratogénico. Trata-se de um adjectivo que qualifica aquilo que provoca uma deformação ou uma anomalia no feto.

A teratogénese, por conseguinte, está associada à acção de um agente de tipo teratogénico sobre um embrião. Pode tratar-se de um organismo ou uma substância que gera uma malformação congénita na etapa de gestação.

Inicialmente, a noção era aplicada às alterações da anatomia que se podiam observar a olho nu. Com os anos, a teratogénese começou a fazer referência também às alterações microscópicos e aos distúrbios funcionais e comportamentais que ocorrem durante a gestação.

Os vírus, os medicamentos, a radiação e as mudanças metabólicas da mãe são alguns dos agentes causantes da teratogénese. O álcool e a nicotina, por exemplo, podem provocar teratogénese já que, consoante diversos estudos, favorecem que a criança seja mais pequena e aumentam a possibilidade de desenvolvimento de um atraso mental.

Uma mulher submetida a um elevado nível de radiação pode resultar num caso de teratogénese, uma vez que as ondas radiactivas podem provocar a mutação do ADN. Se a mulher ingira alimentos com altas doses de pesticidas ou com outras substâncias químicas, o feto também pode realizar-se com malformações.

Inclusive certas medicações que são benéficas para a mãe podem converter-se na origem da teratogénese. Ficou demonstrado que os medicamentos que são usados para o controlo da epilepsia provocam danos espinais no feto.