Conceito de fantasma


Ago 12, 14

Do latim phantasma, embora com origem mais remota na língua grega, fantasma é um termo de definição complexa, já que se pode referir a diferentes entidades. O uso mais frequente está associado à imagem de uma pessoa morta que, de acordo com alguns, pode aparecer aos vivos.

Exemplos: “O meu filho está bastante assustado porque diz ter visto um fantasma”, “Este castelo tornou-se famoso quando várias testemunhas garantiram ter visto o fantasma de uma idosa no seu interior”, “Não acredito em fantasmas nem em nenhuma coisa sobrenatural”.

Os fantasmas também podem ser imagens de objectos que ficam impressas na fantasia ou visões quiméricas que surgem nos sonhos ou na imaginação: “O seu busto foi como um fantasma que apareceu junto da minha cama e que se foi logo embora”, “Ainda me parece estar a ver o fantasma da Alice a rondar pelo quarto”.

A ameaça de risco iminente ou algo que é inexistente ou falso são outras ideias associadas aos fantasmas: “O fantasma da cólera volta a aparecer em vários países latino-americanos”, “A Justiça investiga uma operação comercial fantasma que terá permitido ao acusado branquear milhares de dólares”, “O ministro desviava fundos a uma empresa fantasma para ficar com o dinheiro sem levantar suspeitas”.

Qualquer localidade não habitada, por fim, também se pode qualificar de fantasma: “Desde que o comboio deixou de passar, tornámo-nos numa terra fantasma”, “É um clube fantasma que não organiza eventos desde há duas décadas”