Conceito.de

Conceito de ginástica laboral

Escutar o artigo

A ginástica laboral compreende um conjunto de exercícios físicos para reequilibrar a postura e garantir flexibilidade muscular para trabalhadores. Além disso, ela traz também exercícios de respiração, alongamento e exercícios de correção, tudo a fim de evitar as chamadas doenças ocupacionais.

ginástica laboral
Com a ginástica laboral, os funcionários usufruem de mais disposição e saúde

Um trabalhador que costuma realizar suas atividades laborais por muito tempo sentado pode apresentar problemas relacionados a postura ou, mesmo, devido a permanecer sentado por muito tempo ou, ainda, por ficar numa mesa posição por um certo tempo.

Um exemplo nesse caso são as cadeiras, que podem causar muitos problemas na coluna, especialmente se a pessoa permanecer sentada por horas, sem levantar-se para alongar de tempos e tempos.

Por isso, a ginástica laboral se trata de uma ótima maneira de manter o corpo sempre em boa forma.

Essa forma de treinamento físico alia exercícios com ferramentas e materiais usados no ambiente de trabalho.

O objetivo da ginástica laboral é melhorar seu desempenho no trabalho, desenvolvendo a força, o equilíbrio, a coordenação, a flexibilidade e melhorando a saúde de modo geral. E esse treinamento físico pode ser feito por qualquer indivíduo, independentemente da idade ou condição física.

Muitos trabalhos exigem a realização de repetições em seus processos e isso poderia gerar lesões. Uma doença comum de quem precisa realizar esses movimentos repetitivos é a LER (lesão por esforço repetitivo).

Características da ginástica laboral

A ginástica laboral é aquela que é feita no ambiente de trabalho (laboral). Mas há casos onde a empresa opta por realizar tal prática num espaço apropriado, o qual se encontra dentro da mesma.

Essa ginástica compreende exercícios que visam preparar os músculos para as atividades no ambiente de trabalho e para evitar lesões. Mas há também exercícios que visam ainda melhorar a postura, proporcionar melhorarias no sistema cardíaco, reduzir a sensação de cansaço, além de serem essenciais para ajudar a minimizar problemas como infelicidade, tédio e falta de atenção.

Quem realiza a ginástica laboral

As empresas costumam contratar profissionais como fisioterapeutas ou profissionais de educação física para que realizem essas práticas.

Esses profissionais possuem experiência sobre exercícios e limitações que podem haver no corpo, sendo capazes e propor exercícios adequados e adaptados para cada tipo de ocupação. Para isso o profissional estuda as atividades realizadas e como os exercícios podem ajudar.

São exercícios geralmente simples, com base em alongamentos e, ainda, que são feitos em pouco tempo, pois um dos objetivos é que essas práticas sejam realizadas de fora que não se tornem maçantes para os funcionários.

Como a ginástica laboral ajuda um funcionário

conceito de ginástica laboral
A prática da ginástica laboral sofre variação de acordo com a atividade laboral

Uma pessoa que passa horas trabalhando sentada todos os dias pode ficar com dores nas costas. Essa pessoa então se encontra com esse desconforto e não consegue mais realizar suas atividades com qualidade, posto que dor causa incômodo.

Quando o dia termina e essa pessoa vai para casa, ela está mais exausta do que de costume. E sentindo aquela dor nas costas, ela tenta dormir, mas tem uma noite de sono ruim. Contudo, no dia seguinte ela deve ir para o trabalho outra vez e o ciclo continua, fazendo a dor se intensificar e o problema evoluir.

Mas com a ginástica laboral, que não é um conceito novo, essa realidade teria sido diferente.

Surgimento da ginástica laboral

A ginástica laboral teve sua origem na Polônia, entre os anos de 1925 e 1935. Conta-se que os operários ali tinham o hábito de realizarem exercícios com uma pausa que era adaptada para cada tipo de atividades exercida. Tempos depois a Holanda e a Rússia adotaram tal prática.

Naquela época, na Polônia, essa prática era chamada de “Ginástica de Pausa”. Mas o mundo passou a conhecer esse tipo de prática somente nos anos 60. Nesse período, a ginástica laboral se disseminou pela Europa e depois seguiu para o Japão. Inclusive, no Japão, a ginástica laboral tornou-se uma prática obrigatória nos escritórios.

Ao longo dos anos, muitos indivíduos prestaram contribuições para que essa ginástica não apenas se disseminasse, mas também ajudaram a implementar melhorias e adaptações para as diferentes práticas com ela.

Tipos de ginástica laboral

A ginástica laboral ainda possui diferentes modalidades, tais como:

Ginástica preventiva: tem o objetivo de trazer melhorias para a resistência cardiovascular e respiratório. Os exercícios usados melhoram o transporte de oxigênio;

Ginástica preparatória: essencial para preparar o corpo dos funcionários para a jornada de trabalho;

– E ginástica compensatória: ajuda a compensar quando são realizados movimentos repetitivos;

– Ginástica de relaxamento: como o nome sugere, o objetivo dela é proporcionar o relaxamento do corpo depois da jornada de trabalho. Por meio dela o trabalhador agora reduzirá o ritmo e os níveis de estresse;

– Ginástica corretiva: ela foca em fortalecer os músculos do corpo para evitar que certos movimentos causem danos no médio e longo prazo. Ela ainda contribui para a diminuição das dores e dos problemas que acometam as articulações.

Citação

SOUSA, Priscila. (16 de Janeiro de 2023). Conceito de ginástica laboral. Conceito.de. https://conceito.de/ginastica-laboral