Conceito.de

Conceito de globalização

Escutar o artigo

A globalização é um fenómeno moderno que pode ser analisado sob diversos ângulos. O termo provém do inglês globalization, em que global equivale a mundial. No entanto, ao contrário do que acontece em português, em castelhano a tendência é usar o termo mundialização, que deriva do vocábulo francês mondialisation.

globalização
Numa das fases da globalização, houve a integração cultural entre os países

Em termos gerais, pode-se dizer que a globalização consiste na integração das diversas sociedades internacionais num único mercado capitalista mundial. Dito isto, o fenómeno é defendido com base em teorias económicas como o neoliberalismo e por entidades como o Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial.

Existem numerosas correntes de pensamento que creem que a globalização transcende a questão econômica e abarca a cultura, por exemplo. Como a relação de forças entre as nações mais desenvolvidas (como as europeias ou os EUA) e a subdesenvolvidas (como as latino-americanas ou africanas) é altamente desigual, a globalização sem limites nem controlos favorece o imperialismo cultural e o domínio económico, e atenta contra a identidade particular de cada povo.

A origem histórica da globalização remonta ao ano de 1492, quando Cristóvão Colombo chegou à América. Desde então, a vontade expansiva da Europa traduziu-se numa série de impérios e o comércio global foi-se intensificando de ano para ano. As potências baseavam-se na teoria económico-política do mercantilismo, que supunha a competência por uma quantidade finita de riqueza e a necessidade de um controlo estrito do comércio. As tensões e os confrontos deram lugar ao primeiro tratado global da história (Tratado de Tordesilhas), em que a Espanha e Portugal acordaram como repartir entre eles os territórios conquistados.

O progresso da tecnologia, o auge das telecomunicações e da Internet e o desenvolvimento dos meios de transporte têm contribuído para que o fenómeno da globalização seja uma realidade inevitável no mundo atual.

Fases da globalização

conceito de globalização
A globalização teve início com as Grandes Navegações

A globalização é explicada como sendo um processo que se deu em quatro fases, sendo elas:

Primeira fase: essa seria a fase que se deu durante as Grandes Navegações, sendo aqui quando começaram as relações comerciais em ampla escala, onde as potências que dominavam passariam a comercializar muitos bens;

Segunda fase: essa fase se iniciou na Segunda Revolução Industrial, através do desenvolvimento de novas tecnologias de produção, em especial no que tange a área de comunicações e transporte. E foi com a ajuda das tecnologias que surgiram nesse período que pôde ser possível começar a dinamização do comércio. Foi ainda nessa segunda fase que aconteceu a expansão da urbanização e da industrialização mundial;

Terceira fase: já a terceira fase da globalização teve início com a Terceira Revolução Industrial. Foi nessa fase onde as grandes tecnologias começaram a se desenvolver, a exemplo das que faziam parte de áreas como a da robótica, sendo algo que ajudou na industrialização pelo mundo. Foi aqui também que houve a evolução das que eram conhecidas como empresas transnacionais assim como do chamado meio técnico-científico informacional;

Quarta fase: por fim, houve a quarta fase, que se trata da fase atual do processo de globalização. Essa fase teve início com a Revolução Industrial. Foi nessa fase onde houve o desenvolvimento da tecnologia e também o desenvolvimento científico em diferentes âmbitos sociais. Além disso, a quarta fase da globalização ficou marcada por causa da integração cultural entre os países, que teve uma grande força, e pela hegemonia do sistema capitalista de produção em praticamente todo o planeta.

Aldeia global

A globalização ainda costuma se referida por alguns historiados por “aldeia global”, posto que a mesma ainda pode acontecer no meio cultural. E nisso se nota a troca de hábitos, costumes e mercadorias que remetam a cultura de um povo. Um exemplo disso seriam os animes que são produzidos no Japão e as produções cinematográficas de Hollywood, quais chegam em vários locais pelo mundo.

É por isso que se tem falado sobre a padronização da cultura, que seria a mistura das culturas de modo a homogeneizar tudo. Contudo, há aqueles que não aceitam essa ideia, descrevendo que os regionalismos podem se ampliar também, fazendo com que se amplie a heterogeneidade da cultura. Em contrapartida, há quem acredite que isso seria algo que causaria a hegemonização cultural, havendo costumes que dominam sobre outros.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (9 de Janeiro de 2011). Conceito de globalização. Conceito.de. https://conceito.de/globalizacao