Conceito de mapa de bits


Mar 06, 12

Um mapa de bits é uma estrutura de dados que representa um gráfico rectangular de píxeis ou de pontos de cor, conhecida como raster, que pode ser visualizada no monitor/ecrã de um computador, num papel ou noutros dispositivos de apresentação.

O termo raster provém do latim rastrum (“ancinho”), que, por sua vez deriva de radere (“raspar”). Os mapas de bits costumam ser caracterizados segundo a sua altura e largura em píxeis (que determina a resolução da imagem), ou de acordo com a profundidade/intensidade de cor (em bits por píxel), que reflecte a quantidade de cores podendo ser armazenadas em cada píxel.

Ao contrário dos gráficos vectoriais, que representam uma imagem através de objectos geométricos, os gráficos matriciais limitam-se ao armazenamento de cor em cada píxel. Os mapas de bits costumam ser usados para tirar fotografias digitais, realizar capturas de vídeo e converter arquivos analógicos em digitais, por exemplo através de um scanner.

A quantidade de bits de cor por píxel é a chave para a qualidade da imagem. Um mapa de bits que armazena 24 bits de informação de cor por píxel pode representar mais matrizes de cor do que uma imagem que armazena 16 bits por píxel, mas terá um nível de definição inferior do que um mapa de bits que apresente 48 bits por píxel.

Da mesma forma, uma imagem com uma resolução de 640 x 480 píxeis irá parecer mais pequena do que uma imagem de 1280 x 1024, ainda que estas tenham a mesma qualidade.