Conceito.de

Conceito de mapa político

O termo mapa tem origem no vocábulo latim mappa e diz respeito a uma representação gráfica e métrica de uma porção de território. Um mapa pode ser plano ou até esférico, como os globos terrestres.

As propriedades métricas permitem que, num mapa, se possam tirar medidas bastante precisas de distâncias, superfícies e ângulos. Desta forma, os mapas proporcionam uma valiosa ajuda no desenvolvimento de diversas actividades humanas.

Tales de Mileto (o qual foi o autor do primeiro planisfério no qual o mundo tinha a forma de um disco a flutuar sobre a água) e Aristóteles (quem mediu o ângulo de inclinação relativamente ao Equador e permitiu, com o tempo, deduzir que o planeta Terra era esférico) são alguns dos primeiros responsáveis da cartografia, isto é, a arte de esboçar mapas geográficos.

Os cartógrafos usam técnicas de simplificação e planos de leitura para apresentar toda a informação possível num mapa. Contudo, os dados irão depender do tipo de mapa e da escala utilizada (quanto maior é o espaço dedicado a uma região, mais elementos informativos são fornecidos).

Os mapas políticos são os que se centram nas entidades políticas; isto é, nas organizações ou estruturas criadas pelo homem, como os países e as cidades. Os mapas políticos também costumam incluir as principais estradas e os caminhos-de-ferro.

Já, nos mapas físicos, aparecem os acidentes geográficos naturais, como as montanhas, as planícies e os rios. Inclusive, existem mapas geopolíticos, que combinam elementos geológicos e políticos.