Conceito.de

Conceito de neurologia

Escutar o artigo

Neurologia é uma especialidade médica que estuda, diagnostica e faz o tratamento de condições que afetam o sistema nervoso. Ela lida tanto com o sistema nervoso central como também com o sistema nervoso periférico.

neurologia
O neurologista estuda e diagnostica e apresenta tratamentos às doenças que afetem o sistema nervoso

A neurologia ainda se relaciona com outras áreas como é o caso da psiquiatria, que cuida de problemas como ansiedade, depressão e outros.

O médico que se especializa nessa área é chamado de neurologista, sendo que o outro especialista, aquele que se especializa em cirurgias neurológicas, é chamado de neurocirurgião.

Origem da neurologia

A neurologia aparece como uma especialidade da chamada Medicina Interna, isso na segunda metade do século XIX, especificamente no hospital Salpêtrière, na cidade de Paris, na França. E o responsável pela criação dessa especialidade foi o médico Jean-Martin Charcot, quem muitos classificam como sendo o “pai da neurologia”.

E é dito que foi graça a Charcot que a neurologia foi desenvolvida e também começou a ser ensinada no ensino universitário francês. E ele ainda influenciou a formação da escola de neurologia no Brasil.

No início do século XX foi quando seu deu a época clássica da Neurologia Brasileira, quando se inaugurou a Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.

Também no Brasil, quando se iniciou a industrialização ali, apareceram lideranças científicas as quais se desdobraram em outras, tendo prestado muitas contribuições para a área, onde esses fizeram com que surgissem muitas escolas, algumas das quais se tornaram lideranças naquela época no Brasil, a exemplo das escolas neurológicas da Bahia, Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

Doenças tratadas pelo neurologista

Um neurologista possui o conhecimento e as capacidades para diagnosticar e apresentar tratamentos para as seguintes doenças:

– Distúrbios do sono como apneia, insônia ou mesmo sono excessivo, por exemplo;

– Doenças cerebrovasculares, como é o caso do acidente vascular cerebral (AVC);

– Tonturas e vertigens;

– Dores de cabeça;

– Distúrbios do movimento, como é o caso de tics, tremores, e doença de Parkinson;

– Também trata de demências;

– Infecções do sistema nervoso (como as meningites)

– Doenças desmielinizantes, como é o caso da chamada Esclerose Múltipla);

– Neuropatias periféricas;

– Desmaios, crises convulsivas e também epilepsias;

– Tumores;

– Doenças degenerativas;

– Déficit de atenção ou também transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH);

– Depressão;

– Além de outras condições como perda de memória, confusão, alteração na visão, mudança de comportamento, formigamentos, etc.

Exames de neurologia

conceito de neurologia
Existem alguns exames de imagem que ajudam a identificar condições que afetem o sistema nervoso

Para a realização do preciso diagnostico de condições que afetam o sistema nervoso, o neurologista pode solicitar exames como: eletroencefalograma, tomografia computadorizada da cabeça, punção lombar, eletroneuromiografia, ressonância magnética, entre outros.

O eletroencefalograma é um exame onde se colocam no couro cabeludo do paciente alguns eletrodos e se faz a análise da atividade elétrica cerebral.

Enquanto isso, eletroneuromiografia é um exame que avalia as condições dos nervos e músculos de determinadas partes do corpo. Esse exame ainda se dividi em dois: a eletroneurografia e a eletromiografia.

A avaliação neuropsicológica é realizada com o objetivo de fazer a avaliação das funções cognitivas e também da capacidade motora fina.

Por sua vez, a tomografia computadorizada da cabeça se trata de um exame de imagem que tem o objetivo de fazer uma avaliação de partes da cabeça do paciente a fim de identificar doenças. Ele é o exame feito quando o objetivo é identificar um tumor.

Ressonância magnética se trata também de um exame de imagem, mas, diferente da tomografia computadorizada, ele não usa radiação. Nesse exame se faz o uso de um campo magnético a fim de se obter imagens de alta definição da parte interna do corpo.

Por fim, há a punção lombar, que é um exame onde o especialista introduz uma agulha entre duas vértebras que ficam na região lombar a fim de extrair um líquido chamado de líquido cefalorraquiano, o qual banha a medula espinhal e cérebro. A análise deste líquido é importante para que o especialista consiga identificar doenças que afetem o sistema nervoso o paciente.

Neurologia, Neurocirurgia e Neuropediatria

Na neurologia, existem três áreas que cuidam das condições relacionadas ao sistema nervoso, sendo elas:

– A neurologia: que é a especialidade que cuida geralmente dos casos neurológicos em adultos;

– A neuropediatria: especialidade médica que trata de problemas neurológicos que acometem crianças;

– E também a neurocirurgia: essa, como já citado, lida com doenças que possuem potencial cirúrgico, tanto em crianças quanto em adultos.

Outros procedimentos da neurologia

Há ainda outros procedimentos na neurologia que são a craniotomia, uma cirurgia que remove parte do crânio a fim de se ter acesso ao cérebro numa operação, também a lesionectomia, que se trata de uma cirurgia onde se extraem defeitos no cérebro, sendo algo realizado geralmente quando o paciente possui epilepsia que não reage aos medicamentos, por exemplo, e há ainda a cirurgia de fusão espinhal, essa sendo uma cirurgia para realizar a fusão de vértebras.

Citação

SOUSA, Priscila. (10 de Agosto de 2022). Conceito de neurologia. Conceito.de. https://conceito.de/neurologia