Conceito.de

Conceito de nodo

Escutar o artigo

Do latim nodus (“nó”), o termo nodo admite diversas acepções nas áreas da astronomia, da física, da informática e da medicina.

nodo
Nodo pode remeter a área da ciência da computação, descrevendo algo que integra uma rede

Para a astronomia (e a astrologia), um nodo é cada ponto oposto em que a órbita de um astro (a Lua) cruza com a eclíptica. Pode-se falar de nodo ascendente (quando o corpo segue a órbita passando de Sul a Norte) ou de nodo descendente (se passar de Norte a Sul). Esses nodos são diametralmente opostos.

No âmbito da física, um nodo é um ponto que se mantém fixo num corpo vibrante. Trata-se, portanto, do ponto de uma onda estacionária que tem uma amplitude zero em qualquer momento. Por exemplo: numa corda que vibra, os nodos costumam ser os extremos.

Outra utilização do conceito de nodo diz respeito à electrónica, onde o nodo é o ponto de ligação entre dois ou mais elementos de um circuito.

Nodo em ciências da computação

Um nodo, nas ciências da computação (informática), é um componente que faz parte de uma rede. Na Internet, cada servidor constitui um nodo. Os computadores que fazem parte de uma rede também são nodos.

A programação informática considera que um nodo é cada um dos elementos de uma lista enlaçada, de uma árvore de busca binária ou de um grafo numa estrutura de dados. Cada nodo tem a sua própria estrutura e conta com vários campos, entre os quais pelo menos um funcionará como referência para outro nodo.

O que se entende por nodo (também chamado de “nó”) aqui dependerá da rede e, ainda, da camada de protocolo qual se refere. Chama-se de nó de rede física o dispositivo eletrônico que possui ligação na rede, sendo capaz de fazer o envio, transmissão ou recebimento de informações por um canal de comunicação.

Caracterizam-se como nó de rede físico:

– Um equipamento de terminação de circuito de dados (DCE): aqui havendo como exemplo um hub, modem, ponto ou um switch. Uma função primária do DCE é a conversão dos sinais para um formato que seja mais adequado para a aceitação ao meio de transmissão, fazendo a introdução dele na linha da rede. Esse pode tanto receber sinais digitais quanto analógicos numa rede;

– Ou também um equipamento terminal de dados (DTE): esse pode tanto ser uma fonte como um destino quando se trata da comunicação digital, podendo transformar informações em sinais ou converter novamente os sinais que se recebe. Exemplos de aparelhos que assim se classificam seriam: impressora, telefone digital, roteador, servidor, estação de trabalho, entre outros.

Desse modo, com essas características de um nó ou nodo, pode-se concluir que, por exemplo, um ponto de distribuição passivo, como no caso de um patch panel, não poderia ser classificado como um nodo.

Nodo e nódulo

conceito de nodo
Nodo é diferente de nódulo, esse último significando a presença de uma lesão sólida

Por fim, no âmbito da medicina, nodo trata-se de um tumor que se forma em volta das articulações. Mas é importante não confundir o termo nodo com nódulo. Esses dois surgem na medicina, porém descrevem condições distintas.

Enquanto o nodo pode tanto ser um tumor duro formado ao redor das articulações ósseas quanto uma parte que é proeminente de alguns ossos, um nódulo se trata de uma lesão sólida que possui geralmente mais de 1 cm de diâmetro. Se pode sentir o nódulo por meio da palpação, com essa lesão sendo capaz de se desenvolver na pele ou também no tecido conjuntivo, em distintos órgãos.

Nodo e antinodo

Em física, há o que se chama de nodo e também o antinodo, que se tratam de elementos da onda estacionária, que é a onda gerada por duas ondas iguais se propagando num mesmo meio, porém em sentidos opostos.

Nessa onda estacionária, há os pontos fixos de valor zero, esses chamados de nodos, e pontos de máximo fixos, esses conhecidos como antinodos.

Quando as duas ondas iguais passam por uma superposição numa frequência que é a mesma, mas elas se propagam em sentido oposto, há então vários nodos e antinodos em pontos fixos numa linha de transmissão.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (3 de Junho de 2013). Conceito de nodo. Conceito.de. https://conceito.de/nodo