Conceito.de

Conceito de oxigénio

Escutar o artigo

O oxigénio é o elemento químico de número atómico 8 que constitui cerca da quinta parte do ar atmosférico terrestre na sua forma molecular O2. Nesta forma molecular que é composta por dois átomos deste elemento, o oxigénio é um gás.

O oxigénio é um elemento chave da química orgânica, ao fazer parte da água (H2O), dos óxidos, dos seres vivos e de quase todos os ácidos e de todas as substâncias orgânicas. Trata-se de um gás incolor, inodoro e insípido, que é muito reactivo e que é essencial para a respiração.

O descobrimento do oxigénio decorreu entre 1772 e 1773 por parte do químico sueco, de origem alemã, Karl Wilhelm Scheele (1742-1786). Nessa mesma época, o Britânico Joseph Priestley (1733-1804) também descobriu o oxigénio de forma independente, ao passo que o Francês Antoine Lavoisier (1743-1794) foi o primeiro a publicar um estudo sobre este elemento químico, em 1777.

O O2 gera-se a partir do processo da fotossíntese das plantas e é usado pelos animais e pelos seres humanos na respiração. O oxigénio pode encontrar-se sob a forma líquida nos laboratórios e sob a forma sólida a partir de temperaturas inferiores a -219º.

Enquanto os seres humanos respiram oxigénio (“oxigênio” no Brasil) e expiram gás carbônico, as plantas fazem o contrário na chamada “fotossíntese”. Nesse processo elas consomem o gás carbônico e fazem a liberação do oxigênio. E esse processo elas realizam dia e noite.

A diminuição anormal da pressão parcial do oxigénio no sangue conhece-se como hipoxemia. A hipoxia, por sua vez, é a diminuição da difusão do oxigénio nos tecidos (nesse caso, acaba-se tendo uma baixa quantidade de oxigênio para um ou outro órgão). Relativamente à anoxia, trata-se da falta quase total ou absoluta de oxigénio. A anoxia pode levar à morte do organismo.

Cabe aqui dizer que o termo “hipo” refere-se a “baixa”, por isso “hipoxemia” e “hipóxia”.

No caso da hipoxemia, que é a diminuição do oxigênio no sangue, essa condição pode levar um indivíduo a óbito, por conta de causar graves lesões nos tecidos do corpo.

Sabe-se que no espaço não há oxigênio, contudo, o mais correto é dizer que o oxigênio presente ali é baixo para o que o copo humano necessita para conseguir respirar. Por isso é impossível sobreviver no espaço sem o uso de trajes especiais como os dos astronautas.

No universo existem outros tipos de gases além do oxigênio, temos, por exemplo, o hidrogênio que é encontrado em maior quantidade e qual é usado para a fabricação de produtos químicos, e também o hélio (qual se utiliza para echer balões, por exemplo).

De acordo com cientistas, o oxigênio, usado como molécula interestelar, encontra-se presente somente em dois locais do espaço sideral, sendo eles: a constelação Rho Ophiuchi e também a Nebulosa de Órion, contudo, numa quantidade ainda baixa.

Além da terra, outros planetas também possuem oxigênio, como é o caso de Marte. Nesse planeta existe oxigênio, porém também me menor quantidade do que na Terra.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (30 de Agosto de 2012). Conceito de oxigénio. Conceito.de. https://conceito.de/oxigenio