Conceito.de
Conceito de

Animais aquáticos

Animais aquáticos pertencem ao reino animal e que passam a maior parte da sua subsistência na água. No entanto, isto não significa que se trate apenas de animais capazes de respirar debaixo da água, mas que há animais aquáticos que devem subir à superfície para captar o oxigénio.

animais aquáticos
As tartarugas são animais aquáticos que vivem na águam, mas vão até a terra desovar

Os animais são os seres vivos que fazem parte do reino animal e que se conseguem mobilizar sozinhos, se reproduzem sexualmente, absorvem oxigénio ao respirar e ingerem alimentos. O conceito, no seu sentido mais amplo, inclui o Homo sapiens ainda que, em geral, o uso do termo se limita aos animais não racionais.

Aquático é um adjetivo que se refere àquilo que diz respeito à água. A palavra costuma ser usada em referência aos seres que vivem nesta ou aos objetos que, pela sua natureza, permanecem na água de forma constante.

Os peixes são o exemplo mais representativo dos animais aquáticos. Estes vertebrados dispõem de brânquias para respirar de maneira subaquática, pelo que não precisam de sair da água: de facto, quando são extraídos do seu meio, morrem. Os peixes têm aletas para nadar e costumam apresentar o corpo recoberto de escamas.

Outros animais aquáticos, no entanto, precisam de subir à tona (superfície) para respirar. É o caso do golfinho, um mamífero que dispõe de um único espiráculo para absorver o oxigénio do ar.

É importante destacar que existem animais aquáticos que também passam uma boa quantidade de tempo sobre a terra, pelo que costumam ser qualificados como semiaquáticos. Os castores e os hipopótamos, por exemplo, estão neste grupo.

Se você tem apenas alguns segundos, leia estes pontos chave:
  • Muitas espécies aquáticas estão ameaçadas de extinção, como a tartaruga-gigante-de-carapaça-mole, vaquita, scaturiginichthys vermeilipinnis e peixe-boi.
  • No Brasil, boto-cor-de-rosa e tatu-bola também são animais aquáticos ameaçados de extinção.
  • Exemplos de animais aquáticos incluem crustáceos, corais, plâncton, cnidários, tubarões, baleias, golfinhos, estrelas-do-mar, ouriços-do-mar, polvos, lulas, caranguejos, lagostas, camarões e medusas.
  • Anfíbios e répteis podem ser exclusivamente aquáticos ou viver na água e na terra, como no caso de crocodilos, jacarés e algumas tartarugas marinhas.

Animais aquáticos ameaçados de extinção

Conforme os anos passam, há muitas espécies de animais que entram em extinção. E nessa lista estão muitas espécies aquáticas, tais como: tartaruga-gigante-de-carapaça-mole (Rafetus Swinhoei), vaquita (Phocoena Sinus), scaturiginichthys vermeilipinnis (Scaturiginichthys vermeilipinnis) e o peixe-boi (Trichechus manatus).

No Brasil, o boto-cor-de-rosa e o tatu-bola são outras espécies de animais aquáticos ameaçados de extinção. E em prol disso, muitas instituições e ativistas têm lutado a fim de que a exploração desses animais tenha um fim.

Mais exemplos de animais aquáticos

conceito de animais aquáticos
Os peixes são um dos principais exemplos de animais aquáticos

Outros exemplos de animais aquáticos são:

  • Crustáceos: são pequenos animais aquáticos que contam com exoesqueleto e que são segmentados;
  • Corais: organismos marinhos constituídos por minúsculos animais chamados, os quais constroem estruturas muito bonitas;
  • Plâncton: são microrganismos, como é o caso das algas e das bactérias, que flutuam na água;
  • Cnidários: esses são animais aquáticos que trazem apenas uma cavidade corporal, como é o caso das águas-vivas (que produzem um tipo de veneno para sua defesa);
  • Tubarões: predadores carnívoros, contando com nadadeiras laterais e pele áspera e resistente;
  • Baleias: mamíferos aquáticos enormes e que respiram ar, alimentando-se de pequenos animais marinhos;
  • Golfinhos: mamíferos aquáticos inteligentes e também de grande porte. Eles são sociáveis e capazes de imitação;
  • Estrelas-do-mar: animais aquáticos com simétrica pentadáctila e que vivem nos oceanos;
  • Ouriços-do-mar: eles trazem espinhos no corpo e se alimentam de algas, além de outros pequenos organismos;
  • Polvos: invertebrados que pertencem ao grupo dos moluscos, eles habitam os oceanos e são conhecidos por sua inteligência;
  • Lulas: são animais aquáticos cefalópodes, possuindo tentáculos e um corpo gelatinoso;
  • Caranguejos: classificados com animais decápodes, eles possuem um exoesqueleto e carapaça resistente;
  • Lagostas: crustáceos de maior porte e com duas pinças grandes na frente, tendo um corpo alongado;
  • Camarões: são crustáceos aquáticos de menor porte, com exoesqueleto e com uma cauda no formato de foice;
  • Medusas: animais celenterados com forma gelatinosa e tentáculos venenosos.

Anfíbios e répteis aquáticos

Há ainda que se mencionar sobre os anfíbios e os répteis que são aquáticos. E esses se tratam se espécies vertebradas:

Anfíbios: existem aqueles que são exclusivamente aquáticos, já outros são aquáticos somente até uma certa fase do seu desenvolvimento;

Répteis: há répteis que são exclusivamente aquáticos, como é o caso de algumas cobras, mas há ainda os que podem viver na água e na terra, como no caso dos crocodilos e dos jacarés também. Também há certas tartarugas marinhas que somente saem da água quando vão botar os seus ovos.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (2 de Novembro de 2014). Atualizado em 28 de Abril de 2023. Animais aquáticos - O que são, exemplos, conceito e definição. Conceito.de. https://conceito.de/animais-aquaticos