Conceito.de
Conceito de

Respiração

Respiração, do latim respiratĭo, é a ação e o efeito de respirar (absorver o ar, tomar parte das suas substâncias e expulsá-lo modificado). O termo também é usado para fazer alusão ao ar que se respira.

respiração
O processo de respiração é vital para os seres vivos

Por exemplo: “A altura dificulta a respiração e complica a realização de atividades físicas”, “Está-me a custar a respirar, vou precisar de sair daqui”, “Uma pancada no estômago afectou-me a respiração e acabei por cair ao chão”.

Para os seres vivos aeróbios, a respiração é um processo fisiológico indispensável para a vida. Trata-se de um sistema de troca de gases com o ambiente que se pode desenvolver de várias formas (por via pulmonar, branquial, cutânea, etc.).

Os seres humanos recebem o oxigênio através da inspiração e exalam dióxido de carbono. No momento do nascimento, depois de ser cortado o cordão umbilical, o acto de respirar é a primeira ação independente do recém-nascido. Convém destacar que, por mais que possamos passar vários dias sem comer ou beber, já o mesmo não podemos dizer do ar, pois não podemos ficar mais do que uns poucos minutos sem respirar.

A respiração artificial é um conjunto de manobras que podem incluir o recurso a aparelhos externos e que procuram reestabelecer ou manter a respiração de uma pessoa após um acidente (paragem respiratória). A respiração boca-a-boca é um exemplo de respiração artificial.

Também entende-se por respiração a entrada e a saída do ar de um lugar fechado.

Se você tem apenas alguns segundos, leia estes pontos chave:
  • A respiração é um processo vital que envolve a entrada de oxigênio nos pulmões e a eliminação de dióxido de carbono, através das fases de inspiração e expiração.
  • O diafragma e os músculos intercostais desempenham um papel fundamental na respiração, criando espaço para expansão dos pulmões e atuando como uma bomba de sucção para a entrada de oxigênio e a eliminação de dióxido de carbono.
  • A ventilação pulmonar é essencial para o fornecimento de oxigênio para as células do corpo e a eliminação de dióxido de carbono, envolvendo movimentos musculares e a elasticidade dos pulmões.
  • Os alvéolos são sacos de ar nos pulmões onde ocorre a troca gasosa entre o ar e o sangue, contribuindo para o processo de respiração celular, que é crucial para a geração de energia nas células e a sobrevivência do organismo.

Sobre a mecânica da respiração

A respiração se configura em um processo vital e complexo que compreende a entrada de oxigênio nos pulmões e em seguida a eliminação de dióxido de carbono. E esse processo possui duas fases: inspiração e expiração.

Quando acontece a inspiração, o diafragma e os músculos intercostais atuam em conjunto a fim de expandir a caixa torácica.

O diafragma, um músculo em forma de cúpula que fica abaixo dos pulmões, se contrai e se movimenta para baixo, ampliando o volume da cavidade torácica. Ao mesmo tempo, os músculos intercostais suspendem as costelas, o que amplia mais a cavidade. Isso gera uma pressão negativa nos pulmões, então o ar é puxado através da traqueia, brônquios e, por fim, chega aos alvéolos nos pulmões.

A função do diafragma

O diafragma desempenha um papel crucial na mecânica da respiração. Quando ele se contrai, cria um espaço maior na cavidade torácica, permitindo que os pulmões se expandam e se encham de ar.

Esse músculo estrigado esquelético age como uma bomba de sucção. Ele promove a entrada de oxigênio nos pulmões e a condução de dióxido de carbono para fora durante a expiração.

Ventilação pulmonar

conceito de respiração
Ventilação pulmonar é o processo onde o ar se movimenta no interior e fora dos pulmões

A ventilação pulmonar se trata do movimento do ar no interior e também fora dos pulmões.

É através da ventilação pulmonar que se pode assegurar que o oxigênio seja fornecido para as células do corpo. Ele ainda ajuda a garantir que o dióxido de carbono seja eliminado.

A ventilação pulmonar alia movimentos musculares, a exemplo da contração do diafragma e dos músculos intercostais, com a elasticidade dos pulmões.

Volumes e capacidades pulmonares

Os volumes e capacidades pulmonares relatam a quantidade de ar que deve existir nos pulmões e a quantidade de ar movida no processo de respiração.

Os termos incluem:

  • Volume corrente: que se trata da quantidade de ar que entra e que sai durante uma respiração normal;
  • A capacidade vital: o máximo de ar que pode ser movimentado nos pulmões durante um único movimento respiratório;
  • E também a capacidade residual funcional: quantidade de ar que fica nos pulmões depois de se realizar um movimento respiratório normal.

A função dos alvéolos e hemoglobina

Denominam-se alvéolos os pequenos sacos de ar que ficam nos pulmões onde acontece a troca gasosa entre o ar e o sangue.

O oxigênio adentra nos capilares em volta dos alvéolos e é ligado na hemoglobina nas células vermelhas do sangue, que conduz o oxigênio pelo corpo todo. Ao mesmo tempo, ocorre a liberação do dióxido de carbono no sangue para os alvéolos, sendo depois inspirado durante a respiração.

A respiração celular

É chamado de respiração celular o processo através do qual as células usam o oxigênio para gerar energia com base em nutrientes. Esse processo se dá nas mitocôndrias das células e é fundamental para a sobrevivência e funcionamento do organismo.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (11 de Novembro de 2012). Atualizado em 6 de Outubro de 2023. Respiração - O que é, função, conceito e definição. Conceito.de. https://conceito.de/respiracao