Conceito.de

Conceito de piscicultura

A noção de piscicultura forma-se a partir de dois vocábulos: peixe e cultura. Se pegarmos nesses termos a partir do seu significado em latim, a piscicultura é o “cultivo dos peixes”.

Trata-se, por conseguinte, das técnicas e dos procedimentos que permitem impulsionar e controlar a reprodução de peixes e de outros animais aquáticos (como os mariscos). A piscicultura pode aplicar-se a aquários, tanques, rios ou outros espaços que tenham a água como meio principal.

Existe um conceito mais amplo que engloba a piscicultura e outras técnicas: a aquicultura. Neste caso, a palavra refere-se também à reprodução de plantas aquáticas, algas e outros organismos. A piscicultura, no entanto, centra-se nos peixes e nos mariscos.

As suas origens remontam a milhares de anos atrás: os povos antigos de Roma, Egipto, Grécia e China, entre outros, já desenvolveram estas práticas. Os historiadores acham que a carpa foi o primeiro peixe que se cultivou a partir da piscicultura.

Hoje, é possível mencionar diferentes tipos de piscicultura de acordo com a espécie de peixe a la que se orienta. Essa carpa, por exemplo, é a protagonista da carpicultura. Quando a piscicultura está dirigida a espécies de água salgada, fala-se de piscicultura marina, ao passo que se for orientada aos peixes que moram perto dos trópicos, recebe o nome de piscicultura tropical.

Cabe destacar que, em alguns casos, a piscicultura praticamente substituiu a pesca no meio natural. Isto ocorre com o bacalhau e com outras espécies.