Conceito.de

Conceito de plataforma continental

A plataforma continental é a superfície do fundo submarino junto à costa, compreendido entre o litoral e as profundidades que nunca são superiores a 200 metros. Trata-se do perímetro estendido dos continentes que se encontra coberto por mares não demasiado profundos.

A plataforma continental tem origem na costa e termina num declive pronunciado denominado barreira continental. Depois dessa barreira, vêm os fundos marinhos a que se lhes dá o nome de talude continental ou oceânico. Segue-se depois a elevação continental, que se une com os fundos oceânicos na planície abissal.

A margem continental é formada pelos depósitos sedimentares e pelo subsolo da plataforma, pelo talude e pela emersão continental. No entanto, os fundos oceânicos, o respectivo subsolo e as cristas oceânicas não fazem parte da margem.

A linha que marca o limite exterior da plataforma continental no leito do mar está situada a uma distância que nunca excede as 350 milhas marinhas a partir das linhas de base.

Em geral, a zona de maior pesca é aquela onde a água cobre a plataforma continental. Por outro lado, a quarta parte da produção mundial de petróleo e de gás também se encontra debaixo dessas plataformas.

A correcta delimitação da plataforma continental é importante para a soberania de um país. Para resolver os conflitos, a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar dispõe com um órgão técnico denominado Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC).

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (29 de Dezembro de 2011). Conceito de plataforma continental. Conceito.de. https://conceito.de/plataforma-continental