Conceito.de

Conceito de silogismo

Escutar o artigo

Um silogismo é um argumento que consta de três proposições; destas, a última deduz-se necessariamente a partir das duas outras. O termo resulta do conceito latim syllogĭsmus, que, por sua vez, deriva de um vocábulo grego.

silogismo
O silogismo se trata de uma argumentação que gera uma afirmação verdadeira

Trata-se de uma forma de raciocínio dedutivo em que duas das proposições são premissas e a terceira é uma conclusão. O silogismo é uma argumentação que, a partir de um antecedente que compara dois termos com um terceiro, permite inferir ou deduzir um consequente.

Por outras palavras, o modelo de silogismo é formado por três proposições que incluem um termo médio (que é comum às duas premissas e é eliminado na conclusão) e dois extremos. Vejamos um dos exemplos mais usados neste contexto:

“Todo o homem é mortal”

“Sócrates é homem”

“Logo, Sócrates é mortal”.

Há que ter em conta que, nos silogismos, nem sempre se tiram conclusões verdadeiras, mesmo que o raciocínio seja válido. Por exemplo:

“Todos os cães foram cachorros”

“O Snoopy é um cão”

“Logo, o Snoopy foi um cachorro”

Ainda que o silogismo seja válido do ponto de vista lógico, a conclusão é falsa, tendo em conta que o Snoopy é um cão da ficção (banda desenhada), pelo que não há qualquer possibilidade de alguma vez ter sido um cachorro na vida real.

Nos silogismos, convém salientar que nunca se chega a uma conclusão se duas das respectivas premissas forem negativas. Por outro lado, também nunca se chega a uma conclusão negativa perante duas premissas afirmativas.

Os tipos de silogismo podem classificar-se em quatro figuras distintas com três termos, que totalizam 256 tipos de silogismo: destes, apenas 19 são legítimos.

Silogismo na filosofia

Na filosofia, o silogismo faz parte da lógica aristotélica e ali ele tem como base a educação. Nesse caso, ele tem origem e afirmações verdadeiras e cria afirmações verdadeiras também. Veja a seguir mais um exemplo:

– Todo veículo é usado como meio de transporte;

– O carro é um veículo;

– O carro, logo, é um meio de transporte.

Esse termo tem a sua origem no grego “syllogismos”, que significa “conclusão” ou ainda “inferência”.

Estrutura de um silogismo

conceito de silogismo
Todo silogismo conta com três termos

O silogismo traz três termos, sendo: o termo maior, o médio e o menor, onde esses precisam dispor de um mesmo sentido ao longo de todo o raciocínio. Para um melhor entendimento, veja um exemplo a seguir:

Todo galo é uma ave.

Há quem seja de galo.

Assim, algumas pessoas são galos.

No exemplo acima, esse silogismo não seria algo válido, tendo em vista que o uso do termo “galo” teria dois sentidos (galo do zodíaco e galo o animal), além de citar avo e pessoa.

Mas o exemplo abaixo sim seria algo com uma estrutura correta para o silogismo:

Toda ave possui penas.

O pato possui penas.

O pato é uma ave.

Veja que nesse exemplo apenas foi citado o termo “pato” possuindo um único significado, que foi o do animal.

Composição do silogismo de Aristóteles

No silogismo de Aristóteles (conhecido ainda como silogismo aristotélico), dá-se o nome de premissa maior para a parte que declara e de premissa menor para a segunda, aquela que indica que a terceira preposição (a final) é relativa a segunda. E com a união das duas primeiras se deduz a terceira. Veja um exemplo, apenas para fins didáticos, de como ficaria essa estrutura:

– Se todo A é B e B é C, logo, C é A.

Falso silogismo e a falácia

A falácia é classificada como um “falso silogismo”, dado que a mesma é inválida para construir silogismo categóricos. Desse modo, a falácia é uma argumentação sem verdades ou uma ideia errada. A seguir há um exemplo para uma melhor compreensão:

Todos as arraias não possuem escamas.

Alguns peixes são arraias.

Todos os peixes não possuem escamas.

Esse exemplo é de um falso silogismo, pois a conclusão correta para que houvesse o silogismo deveria ser:

Todos as arraias não possuem escamas.

Alguns peixes são arraias.

Alguns peixes não possuem escamas.

E deve ser desse modo devido a que o silogismo vai de encontro com a premissa negativa ou particular, que nesse exemplo foi “alguns”.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (29 de Setembro de 2011). Conceito de silogismo. Conceito.de. https://conceito.de/silogismo