Conceito.de

Conceito de bioquímica

Escutar o artigo

Bioquímica é nome da ciência encarregada de estudar os processos químicos que acontecem nos organismos vivos. Cabe dizer que os estudos bioquímicos fazem com que seja possível ter uma compreensão sobre os processos essenciais para a subsistência dos seres vivos.

bioquímica
É função da bioquímica estudar os processos químicos que ocorrem nos organismos vivos

A bioquímica estuda a organização, a estrutura e também as transformações que se dão nas células. E as transformações compreendem o que se conhece pelo nome de metabolismo, que se trata das reações coordenadas de forma bastante precisa, quais são de suma importância para garantir que os organismos vivos possam sobreviver, crescer e se reproduzir.

O metabolismo costuma se classificar em anabolismo ou catabolismo, ambos ocorrendo em qualquer célula viva. No anabolismo, os processos químicos focam em realizar a síntese de estruturas moleculares complexas com base em moléculas simples. Enquanto isso, no catabolismo, as moléculas complexas são degeneradas para serem convertidas em estruturas mais simples.

Para se observar os processos químicos, na bioquímica são essenciais equipamentos como o microscópio, uma vez que esses processos não podem ser vistos a olho nu. Também é feito o uso de ferramentas computacionais para uma análise mais precisa.

Os processos químicos que acontecem nos organismos vivos acontecem nas células e as mesmas possuem biomoléculas, que são: proteínas, lipídios, carboidratos e também ácidos nucleicos.

História da bioquímica

A bioquímica surge como uma variação da chamada química orgânica. E a história da química orgânica se iniciou no século 18 com Lavoisier, o responsável por criar a lei da conservação da matéria, no ano de 1785, com a mesma fazendo relação da respiração animal com a combustão e a produção de calor no organismo.

A história da bioquímica é algo recente. Tudo se deu a partir do começo do século XX (sendo a única ciência que teve início nesse período), havendo naquele momento os primeiros estudos das vias metabólicas que geram sustentação para a vida. Nesse período, a bioquímica era tida como uma ciência de elevada importância, onde a mesma seria capaz de intervir nos mecanismos das moléculas que fazem a regulamentação da vida.

E a partir desses primeiros estudos, a bioquímica teve muitos avanços, com muitas descobertas e avanços na tecnologia, quais envolvem o desenvolvimento da engenharia genética, da biologia molecular, também da biotecnologia, da engenharia de tecidos, clonagem e muitos outros avanços e desenvolvimentos em diferentes áreas.

Na bioquímica moderna, houveram importantes marcos, por exemplo: quando Friedrich Wöhler descobriu, em 1828, a síntese da ureia, o que provou que era possível obter compostos orgânicos de forma artificial, ou quando, no ano de 1833, Anselme Payen fez o primeiro isolamento de uma enzima, que foi a diastase. A descoberta de Payen teria sido também a primeira vez que um composto orgânico que tivesse propriedades como de um catalisador fora apresentado.

Biomoléculas para a bioquímica

As biomoléculas se tratam de compostos que os seres vivos sintetizam e que fazem parte do seu metabolismo. Essas se tratam de moléculas orgânicas que se constituem em especial de nitrogênio, carbono, oxigênio e também hidrogênio.

Há como principais biomoléculas as seguintes:

Proteínas: constituídas por subunidades de aminoácidos, as proteínas servem para a realização de várias funções no organismo, tais como: conduzir substâncias, fornecer energia, possuem atuação na defesa, fazem a regulagem de processos metabólicos, entre outras.

Lipídios: já esses se constituem de subunidades de gliceróis e de ácidos graxos. Eles, que podem existir em células animais e também vegetais, ajudam a fornecer energia, pois se tratam de uma reserva essencial.

Glicídios ou Carboidratos: por fim, aqui há biomoléculas que são compostas por subunidades de monossacarídeos. Atuam fornecendo energia e também são importantes para a formação das estruturas das células e dos ácidos nucleicos.

Ácidos Nucleicos: os ácidos nucleicos são constituídos por subunidades de monossacarídeos, bases nitrogenadas e também ácido fosfóricos. Esses possuem funções que são de suma importância para as células, sendo integrantes de processos como os processos celulares e a síntese de proteínas, além de fazer a regulação do metabolismo, por exemplo.

Processos bioquímicos dos seres vivos

conceito de bioquímica
Os processos analisados na bioquímica não podem ser observados a olho nu

No que tange o bioquímico, mesmo que haja uma variedade de seres vivos, diversos processos acabam sendo compartilhados, assim como estruturas, e isso acontecendo entre seres vivos que são diferentes. Um exemplo disso é que todos os seres vivos são constituídos por elementos que são classificados como básicos, como é o caso do oxigênio, do hidrogênio, do carbono e das moléculas complexas, por exemplo. E esses elementos atuam na produção da energia essencial para a sobrevivência dos seres vivos.

Conta-se que os organismos vivos realizam quatro processos bioquímicos para a sua subsistência, sendo esses processos os descritos a seguir:

– Síntese de biomoléculas, como é o caso de: proteínas, lipídios, carboidratos e, ainda, de ácidos nucleicos;

– Fazem a condução de substâncias através das membranas;

– Produzem a energia que é necessária para que sobrevivam;

– Eliminam metabólitos e também substâncias que são tóxicas.

Citação

SOUSA, Priscila. (21 de Novembro de 2022). Conceito de bioquímica. Conceito.de. https://conceito.de/bioquimica