Conceito.de

Conceito de intervenção

Com origem no vocábulo latim interventĭo, intervenção é a acção e o efeito de intervir. Este verbo faz referência a diversas questões. Intervir pode tratar-se do facto de dirigir os assuntos que correspondem a outra pessoa ou entidade.

Uma intervenção militar é o envio de tropas (militares) para controlar uma situação, uma função que deveria cumprir outro tipo de forças ou outras autoridades. Nas relações internacionais, a intervenção diz respeito a dirigir, de forma temporária, os assuntos internos de outra nação.

A invasão dos Estados Unidos e de outras potências no Iraque é um exemplo de intervenção, tanto militar como política. As autoridades norte-americanas e os seus aliados decidiram tomar o poder da nação asiática para forçar uma mudança de governo, com o pretexto da segurança mundial e do bem-estar do próprio povo iraquiano. Questões ideológicas e políticas à parte, o certo é que cada povo tem direito à sua autodeterminação sem intromissões estrangeiras.

Nos países de regime federal, a intervenção tem lugar quando o governo central assume o comando e o controlo de estados ou entidades autónomas. Estas situações acontecem quando o governo do país substitui as autoridades provinciais por algum tipo de conflito e nomeia um interveniente até se normalizar a situação e voltar a eleger os governantes.

Na área da medicina, uma intervenção é uma operação cirúrgica: “Tivemos de submeter o paciente a uma intervenção para facilitar a circulação sanguínea”, “A vítima do assalto não resistiu a mais uma intervenção médica e acabou por falecer às quatro da tarde”.