Conceito.de
Conceito de

Marginalização

Marginalização é o processo de marginalizar, ou seja, deixar a margem da sociedade, não estando no centro das coisas. E ela é incitada por distintos fatores, tais como cultura, condições econômicas, condições éticas e mais.

marginalização
A marginalização pode promover a desigualdade social

E a marginalização é algo ao qual tanto uma pessoa quanto um grupo social estariam sujeitos. E uma das consequências disso seria a exclusão social, ou seja, quando uma pessoa ou grupo é excluído de relações profissionais ou pessoais.

Mas quando se fala no processo de marginalizar, é comum que isso seja remetido especialmente à pobreza. Quando uma pessoa não possui condições econômicas para se sustentar e ter uma vida digna, então é comum que ela seja deixada de lado, posta a margem da sociedade.

O que também provoca essa exclusão seriam os fatores de ordem mental. Nesse caso, é comum ainda que pessoas com algum tipo de distúrbio mental sejam excluídas de certos contextos e situações.

Esses e outros exemplos mostram como a marginalização é algo que promove a exclusão social, sendo isso gerado pelas desigualdades sociais. Cabe ainda dizer que esse é um conceito discutido no âmbito da sociologia.

Uma pessoa que é marginalizada costuma ser denominada de marginal. E é comum que tal termo seja usado de forma bastante pejorativa, especialmente para descrever criminosos, por exemplo: havia um grupo de marginais em frente a sua casa todas as noites usando drogas.

Injustiça, desnutrição, falta de educação, falta de moradia, desemprego, exclusão digital, invisibilidade social, alienação e saúde precária são algumas das consequências pelas quais uma pessoa ou grupo marginalizado sofre.

Se você tem apenas alguns segundos, leia estes pontos chave:
  • A marginalização pode ser social, cultural, política ou econômica, cada uma trazendo obstáculos diferentes para os indivíduos marginalizados, como a exclusão da participação integral na sociedade e dificuldade de acesso a recursos e oportunidades.
  • Pessoas marginalizadas estão em posição de vulnerabilidade em vários aspectos, incluindo acesso reduzido a recursos, falta de representação, discriminação, exclusão social e riscos à saúde.
  • A marginalização econômica é comumente ligada à pobreza, com pessoas carentes enfrentando dificuldades de acesso a serviços de qualidade em saúde e educação, além de serem privadas dos direitos usufruídos por outras classes sociais.
  • A marginalização infantil resulta em crianças que são privadas de educação, alimentos e cuidados com a saúde. Sem apoio, essas crianças marginalizadas podem crescer e continuar a serem marginalizadas na vida adulta.

Tipos de marginalização

A marginalização pode ser social, cultural, política ou mesmo econômica. E a seguir encontra-se uma explicação a respeito de cada uma.

Marginalização social

É quando uma ou mais pessoas são excluídas da sociedade, sendo essas classificadas como inferiores. Esse é um conceito com ligação com as condições sociais de uma pessoa.

Os indivíduos ou grupos marginalizados encaram obstáculos para conseguirem participar plenamente na sociedade no que diz respeito a acesso a recursos, mas também a oportunidades, direitos e integrar as decisões que afetam também as suas vidas.

Na política

A marginalização ainda surge no âmbito da política. Nesse caso, ela é caracterizada por haver outros indivíduos ou grupos que não poderiam aderir as mesmas ideias políticas que outros. Logo, esse é deixado de lado.

Essas pessoas ou grupos não dispõem de pleno acesso ou participação nos processos políticos. Eles não têm liberdade para desfrutar dos mesmos direitos e das oportunidades que os demais grupos políticos. Logo, é comum que eles enfrentem discriminação ou restrições nesse contexto.

No âmbito da economia

Existe também a marginalização econômica. E essa é classificada como uma exclusão no âmbito da economia. E dentre os exemplos mais comuns nesse caso está a pobreza. Pessoas pobres costumam ser deixadas de lado, tendo acesso dificultado a serviços de qualidade no que diz respeito a saúde e educação. Essas pessoas não desfrutam dos mesmos direitos das demais classes sociais.

Marginalização cultural

Por fim, há essa que remete a exclusão de uma pessoa ou grupo da cultura na qual se esteja inserido. E como resultado, esse indivíduo ou grupo estaria distante, seria como um estrangeiro, quanto a costumes, crenças, tradições e outras. É comum que as minorias étnicas sejam desprezadas da sociedade, não sendo capaz de exercem a cidadania de forma integral.

Marginalização e riscos

conceito de marginalização
Quando uma pessoa está a margem da sociedade ela perde o acesso a muitos benefícios

Pessoas marginalizadas encontram-se em posição de vulnerabilidade em diferentes aspectos.

Como citado, a marginalização pode suceder em diferentes esferas, como social, econômica e política. E a mesma tende a gerar diversas desvantagens e riscos. Alguns motivos para esses riscos com a vulnerabilidade incluem:

Acesso reduzido a recursos: os marginalizados podem ter acesso reduzido a recursos de saúde, recursos econômicos, educacionais e mais. E isso tende a impactar negativamente em seu bem-estar e oportunidades;

Falta de representação: se tratando de contextos políticos e sociais, a falta de representação apropriada resultaria em políticas que não suprem às necessidades características de grupos marginalizados, o que elevaria então a sua vulnerabilidade;

Discriminação: ainda é comum que a marginalização esteja ligada à discriminação e também ao estigma social. E isso levaria ao tratamento com desigualdade, isolamento e também a dificuldade na construção de relações sociais;

Exclusão social: indivíduos a margem da sociedade podem ser excluídos de participar de modo pleno na sociedade. Como resultado isso haveria então a falta de oportunidades de emprego, educação e outras;

Riscos à saúde: quando não há acesso a serviços de saúde de qualidade e condições de vida precárias, então se elevam os riscos à saúde daqueles marginalizados.

Marginalização infantil

A marginalização infantil é o nome dado para a exclusão social enfrentada por crianças, principalmente nas sociedades menos favorecidas.

Esse problema surge quando crianças são abandonadas, por vezes em virtude do envolvimento de seus pais com o alcoolismo, as drogas ou a prostituição. Em diversos países, é comum ter crianças vivendo nas ruas, em situações de mendicância e prostituição infantil e usando drogas. Elas, além de enfrentarem preconceitos, sofrem com a privação de acesso à educação, alimentos e cuidados com a saúde.

Quando não existe apoio, então essas crianças marginalizadas crescem e podem se tornar adultos marginalizados.

Citação

SOUSA, Priscila. (31 de Janeiro de 2024). Marginalização - O que é, conceito, tipos e na política. Conceito.de. https://conceito.de/marginalizacao