Conceito.de

Conceito de morfema

Escutar o artigo

Morfema é, na área da linguística, a menor unidade provida de significado gramatical. Por exemplo: feliz, veloz, legal.

Morfema
Mulher com óculos lendo um livro

O morfema, por conseguinte, é um monema dependente capaz de expressar significado. Se estiver unido a um lexema (monema não-dependente), o morfema é a referência.

A palavra é composta por um conjunto de sons a fim de expressar ideias e elas são representadas pelo que se chama de grafia. E no que tange a formação de palavras há os morfemas.

Pode-se dizer que o morfema é a parte variável de uma palavra, que é composta, do ponto de vista gramatical, por morfemas e lexemas. O morfema oferece o valor gramatical e está sempre associado ao lexema, que tem valor semântico. Tanto o morfema como o lexema podem decompor-se em fonemas, isto é, as unidades mínimas da fonologia que não têm significado (seja gramatical ou semântico).

Tipos de morfemas

Entre os morfemas, pode-se distinguir vários tipos de acordo com a forma segundo a qual se unem à palavra. Os morfemas independentes são aqueles que admitem uma certa independência fonológica relativamente ao lexema (como as preposições, as conjunções e os determinantes).

Os morfemas dependentes, por sua vez, estão sempre unidos a outro monema para completar o seu significado. Existem dois subtipos de morfemas dependentes: os derivados (que acrescentam matizes ao significado e atuam em diferentes campos semânticos) e os flexionais (indicam os acidentes e as relações gramaticais).

Os morfemas dependentes derivados, por outro lado, podem ser classificados em prefixos (antecedem o lexema), infixos (não têm conteúdo semântico) ou sufixos (seguem o lexema).

Os morfemas livres, por fim, são aqueles que podem aparecer como palavras independentes. Por exemplo: luz, mar, paz, flor, sol.

Morfema lexical e morfema gramatical

Conceito de morfema
Óculos sobre um livro aberto

Morfema lexical é aquele que define a parte da palavra conhecida como radical, ou seja, a parte que é o núcleo que abriga o significado externo de uma palavra. Alguns exemplos a seguir:

– Se temos a palavra comer e temos as palavras comia, comiam e come, então “com” é o morfema lexical de “comer”;

– E se temos a palavra “trabalhar” e temos as palavras trabalhador, trabalham e trabalhoso, então “trabalh” é o morfema de “trabalhar”.

Mas existem palavras que não podem ser divididas em formas menores, já que possuem apenas o radical, a exemplo disso temos: sol, ar, hoje, lua, giz, pé, lápis, etc.

E os morfemas gramaticais tratam-se das unidades internas de significação das palavras. Eles se aliam com o radical e fazem a indicação da classe gramatical de uma determinada palavra.

Os morfemas gramaticais podem ser aditivos, com prefixo (vem antes do vocábulo), sufixo (vem após o radical ou o tema de uma dada palavra*) e infixo (que une raiz e sufixo), e também subtrativos, esse último sendo aqueles morfemas que possuem um fonema radical removido para apresentar a diferença no sentido da palavra.

A seguir alguns exemplos:

– Morfema aditivo com prefixo: prazer – desprazer;

– Morfema aditivo com sufixo: legal – legalmente;

– E morfema aditivo com infixo: pedregoso (com pedr sendo a raiz, eg sendo o infixo e oso sendo o sufixo).

*Tema descreve a junção de uma vogal temática com o radical, por exemplo, no caso da palavra carro, onde tem-se “carr” com a vogal “o” para formar carro. E a vogal temática é aquela que integra a estrutura das palavras, fazendo a ligação do radical com as desinências que formam a palavra e constituem o tema.

Morfema Zero

Há ainda o Morfema Zero que é classificado como aquele com a ausência de desinência. Por tanto, esse não precisa de nenhuma desinência para encerrar seu sentido. Um exemplo poderia ser a ausência da letra “s” ao final de uma palavra, o que indicaria que essa palavra se apresenta no singular, tal como acontece com palavra sol ou livro. Em outras palavras, quando a ausência do “s” indica o singular, então isso se trata de uma desinência.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (11 de Setembro de 2012). Conceito de morfema. Conceito.de. https://conceito.de/morfema