Conceito.de

Conceito de psicologia do desporto

A psicologia do desporto é o ramo da psicologia que estuda os processos psíquicos e a conduta do homem durante a atividade desportiva. Esta ciência aplicada procura conhecer e otimizar as condições internas do desportista para alcançar a expressão do potencial físico, técnico e táctico adquirido no processo de preparação.

As primeiras aproximações/abordagens entre a psicologia e o desporto consistiam em consultas dos treinadores aos psicólogos, em que eram apresentadas descrições de comportamentos durante as competições em busca de conselhos para chegar ao autocontrolo dos desportistas. Porém, com o passar do tempo, a psicologia do desporto foi evoluindo e, hoje em dia, considera-se que a interação entre o psicólogo e o desportista é algo básico.

Desta forma, o psicólogo do desporto ajuda o atleta a controlar o stress, responsável pela desorganização emocional e comportamental podendo afetar o seu rendimento. Por outro lado, tenta passar da expectativa de êxito (quando o desportista sente que a sua habilidade está diretamente associada à vitória desportiva) para a expectativa de eficácia (para que as ações e os movimentos técnicos ocupem a sua atenção e os seus sentimentos).

Existem duas grandes perspectivas da psicologia do desporto: a desenvolvimentista e a terapêutica. Por outro lado, conforme a sua aplicação, esta psicologia pode dividir-se em psicologia do desportista, psicologia e counseling do coach (treinador) e counseling dos dirigentes.

Conhecida também em países como o Brasil por “psicologia do esporte”, ela estuda fatores de comportamento que tanto influenciam como também são influenciados pelo desempenho e participação no esporte ou na atividade física, por exemplo, assim como também tem relação com o estudo do modo de aplicar de tal conhecimento em situações do dia a dia.

E esse estudo da psicologia aplicada ao esporte e atividades físicas tem como propósito buscar tanto as causas como os efeitos das ocorrências químicas desse processo, pesquisando e avaliando o que ocorre antes, depois e após a prática de exercício, atividade física ou esporte, não importando de são de cunho competitivo, educativo, reabilitador ou mesmo recreativo.

Diz-se que a psicologia do desporto é algo que existe desde o ano de 1920, tendo nascido com o propósito de fazer a promoção a saúde, as relações interpessoais, a liderança, a comunicação, etc. relacionados com a prática esportiva.

E a psicologia do esporte também contribui para que os atletas mantenham o seu nível técnico equilibrado, ainda mais se tratando de atletas de alto rendimento.

Com a ajuda desse tipo de psicologia o atleta é ajudado para livrar-se de pressões excessivas que podem comprometer sua saúde, pois ela lida com a preparação do emocional desse atleta.

Logo, a psicologia do desporto atua em diferentes aspetos como: na motivação, autocontrole, autoconhecimento, memorização, atenção, foco, reduz a tensão e a ansiedade, ajuda na autoconfiança, no alcance de metas no esporte, para prevenir problemas como síndrome de burnout, entre muitas outras coisas.

Convém salientar que um bom diagnóstico para a psicologia do desporto prende-se com a utilidade que este representa tanto para o atleta como para a equipa e para a instituição a que pertence.