Conceito.de

Conceito de psicologia educacional

A psicologia educacional é um ramo da psicologia cujo objeto de estudo são as formas sob as quais decorre a aprendizagem humana nos estabelecimentos de ensino (escolas, etc.). Desta forma, a psicologia educacional estuda a forma como aprendem os estudantes e de que forma se desenvolvem.

Convém destacar que a psicologia educacional oferece soluções para o desenvolvimento dos planos de estudos, da gestão educacional, dos modelos educativos e das ciências cognitivas de um modo geral.

A psicologia educacional é também conhecida como psicologia da educação e ela estuda e se aprofunda no processo de ensino e de aprendizado em variadas vertentes como as estratégias educacionais e sua eficácia, os mecanismo de aprendizagem, como a instituição de ensino funciona, entre outras.

Com o objetivo de compreender as características principais da aprendizagem durante a infância, a adolescência, a idade adulta e a terceira idade, os psicólogos educacionais elaboram e aplicam distintas teorias sobre o desenvolvimento humano, que tendem a ser consideradas etapas da maturidade.

Neste sentido, Jean Piaget tem tido uma importante influência na psicologia educacional, com a sua teoria, segundo a qual as crianças passam por quatro diferentes etapas de capacidade cognitiva durante o seu crescimento, até alcançarem o pensamento lógico abstrato ao chegarem aos seus onze anos de idade.

O desenvolvimento moral de Lawrence Kohlberg e o modelo de desenvolvimento infantil de Rudolf Steiner são outras das contribuições-chave no desenvolvimento desta psicologia.

Os psicólogos educacionais têm em conta as diversas características e capacidades de cada pessoa. Estas diferenças são potenciadas com o constante desenvolvimento e a aprendizagem, que acabam por se refletir na inteligência, na criatividade, na motivação e na capacidade comunicativa, por exemplo.

Existem, por outro lado, diversas possíveis incapacidades nas crianças em idade escolar, tais como o transtorno do déficit de atenção e a dislexia, entre muitas outras.

É importante esclarecer que psicologia educacional (psicologia da educação) e psicologia escolar, ainda que algumas vezes sejam usados erroneamente como sinônimos, tratam-se de termos com conceitos distintos.

De um lado, há a psicologia da educação que trata-se da pesquisa teórica, já de outro lado há a psicologia escolar que é uma disciplina voltada para o processo prático.

É devido a psicologia educacional que pode-se ter o sistema educacional moderno hoje existente, ou seja, foi através da base dela que se pôde ter esse sistema. E essa psicologia ajuda não apenas os alunos, mas também os professores.

A psicologia da educação estuda também as mudanças de comportamento que as pessoas tem por conta das relações com escolas, faculdades, entre outras instituições de ensino. E cabe dizer que considera-se ainda como instituição de ensino a família, sendo essa uma instituição de ensino não formal.

Outra coisa importante a mencionar é que mesmo que o conceito de psicologia educacional apareça quase sempre relacionado com o público infantil, os mecanismos de aprendizagem estão presentes também em adolescentes jovens, adultos e idosos, logo, esse público também pode ser atendido nessa especialidade.

Os psicólogos educacionais podem trabalhar com elementos como habilidades mentais, desenvolvimento humano, condutas morais e afetivas, capacidades cognitivas, entre outras.