Conceito.de
Conceito de

Sedação

Sedação é um procedimento médico que reduz o nível de consciência do paciente. O termo sedativo vem do latim “sedatio”, que significa “acalmar” ou “tranquilidade “.

sedação
A sedação ajuda a acalmar o paciente e aliviar desconfortos durante um procedimento médico ou odontológico

Usando medicamentos a fim de relaxar e acalmar o indivíduo, há como realizar então as cirurgias ou procedimentos invasivos de modo confortável para esse paciente

Com a anestesia há como obter conforto e também alívio da dor, possibilitando a realização do procedimento de modo seguro e eficaz.

Mas esse é um procedimento que pode gerar complicações. Dentre as complicações mais comuns na sedação há: hipertensão, hipotensão, hipóxia, taquicardia, hipoventilação e bradicardia. Além do que, tais complicações seriam potencializadas devido a dor e o desconforto que o paciente apresenta.

Se você tem apenas alguns segundos, leia estes pontos chave:
  • Existem diferentes tipos de sedação incluindo sedação oral, sedação inalatória e sedação venosa, cada uma é aplicada de maneira distinta e requer o uso de diferentes medicamentos para alcançar o estado de sedação.
  • Sedação é comumente usada em procedimentos dentais e médicos para reduzir a ansiedade e o medo do paciente, os medicamentos usados para a sedação, como analgésicos e tranquilizantes, ajudam a induzir um estado de relaxamento no indivíduo.
  • Antes de qualquer procedimento de sedação, o paciente passa por uma avaliação médica completa para assegurar sua segurança, e geralmente é solicitado que o paciente faça jejum de alimentos e líquidos por um período de tempo determinado.
  • Após o procedimento, o paciente é monitorado pelo anestesiologista ou outro profissional especializado até que se recupere completamente da sedação, o tempo de recuperação tende a variar segundo o tipo de sedação usada e a duração do procedimento.

Tipos de sedação

Há diferentes tipos de sedação, sendo eles: sedação oral, sedação inalatória e sedação venosa.

Sedação oral

A sedação oral compreende a administração de medicamentos através da via oral, objetivando induzir um estado de relaxamento e sonolência no indivíduo. 

É comum o uso da sedação em procedimentos dentais, a exemplo das extrações ou nos tratamentos mais invasivos, onde o paciente sentiria ansiedade ou medo

É comum nesse caso o uso de analgésicos e tranquilizantes com o propósito de alcançar o estado de sedação. E assim o paciente ficará consciente, contudo, ele estará mais relaxado no procedimento.

Sedação inalatória

A sedação inalatória, também chamada de sedação com gás, é feita através da inalação de óxido nitroso, conhecido ainda como o “gás do riso”, aliado ao oxigênio

Esse tipo de sedação é bastante comum  em consultórios odontológicos e nas clínicas médicas, ainda mais em procedimentos menos invasivos, a exemplo da remoção de cáries ou na limpeza dental. 

O gás gera uma sensação de relaxamento e euforia, diminuindo a percepção da dor e fazendo o paciente ficar mais à vontade.

Sedação venosa

A sedação venosa, como o nome sugere, compreende a administração de medicamentos na corrente sanguínea atraves de uma veia. 

Essa sedação é mais comum nos procedimentos médicos e cirúrgicos que são de maior complexidade, feitos em hospitais ou nas salas de operação

O médico anestesiologista se trata do profissional que conduz tal tipo de sedação, monitorando de maneira contínua os sinais vitais do paciente ao longo do procedimento.

Procedimento de sedação

conceito de sedação
A sedação é realizada geralmente por um anestesiologista (chamado ainda de anestesista)

Antes que seja realizada qualquer sedação, ocorre do paciente ser submetido a uma avaliação médica completa. Tal avaliação abarca revisar a história clínica e também analisar o risco cirúrgico. Essa é uma etapa extremamente importante.

O consentimento informado é conseguido, com o médico explicando para o paciente sobre os detalhes do procedimento e também sobre os possíveis riscos envolvidos em tal procedimento. Os familiares desse paciente também são informados.

Já sobre a preparação para a cirurgia, é comum que o médico apresente orientações específicas, a exemplo da realização de jejum de alimentos e de líquidos por um certo período de tempo, a fim de garantir a segurança da sedação.

O profissional de saúde ainda pode questionar o paciente sobre o uso de medicamentos. E isso é crucial antes de realizar qualquer sedação.

Monitoração do paciente durante a sedação

Durante o procedimento, acontece o monitoramento do paciente de perto pelo médico anestesiologista ou profissional de saúde que é especialista em sedação. Isso inclui observar de maneira constante os sinais vitais desse paciente, a exemplo da frequência cardíaca, também a pressão arterial, níveis de oxigênio no sangue e a atividade cerebral. 

O objetivo com a monitoração é assegurar que o paciente esteja estável e seguro ao longo de todo o processo. Nos casos mais complexos, é comum o uso de equipamentos avançados de monitorização, tais como o monitor de capnografia (monitor multiparamétrico com capnografia), que analisa os níveis de dióxido de carbono expirado, dando uma avaliação com maior precisão da função respiratória.

Recuperação pós-operatória

Depois do procedimento, o paciente é conduzido para a sala de recuperação. E nessa sala ele é monitorado até que a sua consciência esteja totalmente recuperada e ele se encontre estável. 

Nesse tempo, os efeitos da sedação passam a diminuir, e os analgésicos então poderiam ser administrados a fim de controlar a dor pós-operatória. Mas o tempo de recuperação tende a variar segundo o tipo de sedação usada e também a duração do procedimento.

Segurança e conforto do paciente

A sedação se trata de uma técnica segura e eficaz, mas essa segurança existe apenas se a mesma for feita por profissionais de saúde treinados e experientes. É muito importante que o paciente e seus familiares se atentem a isso.

Quanto à escolha do tipo de sedação, isso dependerá do tipo de procedimento, da condição do paciente e também do nível de ansiedade ou dor. 

E quanto aos benefícios proporcionados pela sedação, além dela facilitar a realização do procedimento para o profissional de saúde, para o paciente ela gera mais tranquilidade e conforto, o que melhoraria a experiência de modo geral, seja qual for o procedimento médico ou dental realizado.

Citação

SOUSA, Priscila. (23 de Julho de 2023). Sedação - O que é, tipos, conceito e definição. Conceito.de. https://conceito.de/sedacao