Conceito.de

Conceito de vitaminas

Vitamina é um termo composto, formado pelo vocábulo latino vita (“vida”) e pelo conceito químico amina (assim chamado pelo bioquímico polaco C. Funk). As vitaminas são as substâncias orgânicas que estão presentes nos alimentos e que são necessárias para o equilíbrio das funções vitais.

As vitaminas devem ser ingeridas em doses certas e de forma equilibrada para o bom funcionamento fisiológico. O organismo humano não pode sintetizar uma grande parte das vitaminas essenciais, daí ser imprescindível obtê-las a partir da alimentação.

É importante ter em conta que tanto a deficiência como o excesso de vitaminas no corpo pode dar origem a graves doenças. Por isso, a nutrição deve ser equilibrada e basear-se nos alimentos naturais. A falta de vitaminas conhece-se pelo nome de avitaminose, ao passo que o excesso de vitaminas recebe o nome de hipervitaminose.

As vitaminas desempenham um papel fundamental para diferentes órgãos do corpo humano ou animal. Um exemplo de atuação das vitaminas é no caso da vitamina C que é famosa por fortalecer os anticorpos e, dentre os benefícios, prevenir doenças como a gripe.

Outro exemplo de atuação é no caso da vitamina A. Essa vitamina é importante para o crescimento saudável e ainda para a diferenciação dos tecidos de vários órgãos, especialmente no caso dos olhos (sendo importante a visão). Ela atua também na formação dos dentes, dos ossos, para a pele, cabelo, ajuda a proteger o sistema digestivo, urinário e respiratório, etc.

A vitamina B auxilia no combate ao envelhecimento precoce das células, auxilia para o ganho de massa magra e ainda protege o sistema nervoso.

No caso dos animais, as vitaminas desempenham a mesma função para garantir, por exemplo, uma boa saúde da visão, do olfato, dos ossos, melhorar a aparência dos pelos, entre outros.

As principais fontes de vitaminas são os vegetais (legumes) crus e as frutas frescas. Deve ter-se em conta que cozinhar os alimentos em excesso ou prepará-los muito tempo antes de os ingerir são hábitos que levam a uma perda de vitaminas nos produtos.

Existem vários tipos de vitaminas que se identificam de acordo com uma letra maiúscula. A vitamina A está presente no fígado de vários animais, nas cenouras e nos brócolos, entre outros alimentos. A vitamina B encontra-se no leite e no pão, ao passo que a vitamina C se encontra nos cítricos. Outros tipos de vitaminas são a E, a K e a P.

A carência de vitaminas pode acarretar no surgimento de muitas doenças. E alguns exemplos são o enfraquecimento dos ossos por falta de vitamina D (sendo ainda mais benéfica quando aliada ao cálcio). Inclusive, a carência de vitamina D na fase de desenvolvimento da criança pode fazer com que ela desenvolva raquitismo.

Ou exemplo de como a falta de vitaminas pode causar doenças é no caso do escorbuto (uma doença hoje mais rara). Essa doença é causada pela carência de vitamina C. Nos séculos passados, tripulações inteiras adquiriam essa doença devido a realizarem viagens longas e consumirem alimentos carentes de vitamina C (somente consumiam pães e conservas).