Conceito de invertebrados




Mar 24, 12 Conceito de invertebrados

Os invertebrados são os animais que não têm coluna vertebral; isto é, carecem de vértebras. Portanto, os animais invertebrados são aqueles que não pertencem ao subfilo dos vertebrados do filo dos cordados.

O desenvolvimento da noção de invertebrados deve-se ao naturalista francês Jean-Baptiste Lamarck (1744-1829), o qual veio a admitir a existência de várias classes destes animais e propôs as classificações de moluscos, vermes, insectos e anelídeos, entre outras.

Em geral, são reconhecidos dois grandes grupos de invertebrados: os artrópodes e os não artrópodes. Os artrópodes formam o filo mais diversificado do reino animal, com mais de um milhão de espécies (insectos, crustáceos, aracnídeos).

Os invertebrados podem possuir uma protecção externa, como os escaravelhos, ainda que haja alguns animais que não têm qualquer protecção, como é o caso dos polvos (os quais carecem de concha, isto é, a cobertura rígida e externa que possuem várias espécies).

As esponjas ou poríferos, por exemplo, são animais invertebrados aquáticos com a forma de um saco ou de um tubo com uma única abertura.

Os insectos, por sua vez, são invertebrados conhecidos por apresentar um par de antenas, três pares de patas e dois pares de asas embora estas quantidades possam variar consoante a espécie.

Os crustáceos, como os caranguejos, os lagostins, os camarões e as lagostas, são invertebrados que vivem em meio aquático, seja em água doce, seja em água do mar e em todas as profundidades. São os únicos artrópodes que apresentam dois pares de antenas.

Por fim, mencionaremos os anelídeos, como as lombrigas e as sanguessugas.