Conceito de segurança




Ago 25, 11 Conceito de segurança

O termo segurança abrange variadíssimas acepções. Em linhas gerais, pode-se afirmar que este conceito, que deriva do latim securĭtas, refere-se à qualidade daquilo que é seguro, ou seja, àquilo que está ao abrigo de quaisquer perigos, danos ou riscos. Quando se diz que algo é seguro, significa que é algo certo, firme/estável e indubitável. A segurança é portanto uma certeza.

A segurança alimentar, por exemplo, faz referência à disponibilidade e ao acesso aos alimentos em quantidade e qualidade suficiente. A segurança alimentar apenas faz sentido a partir do momento em que se verifica que todas as pessoas têm, a qualquer momento, acesso físico e económico aos alimentos inócuos e nutritivos para satisfazer as suas necessidades alimentares.

A segurança jurídica, no que lhe diz respeito, é um principio do direito que se entende como sendo a certeza de que se conhece tanto aquilo que está previsto como aquilo que é proibido, mandado e permitido pelo poder público relativamente ao indivíduo para com os outros, e os outros para com o indivíduo.

No automobilismo, fala-se do carro de segurança ou safety car para fazer referência ao veículo cuja função consiste em neutralizar a estrada, com o objectivo de reunir os participantes diante de um acidente grave ou por razões meteorológicas.

Por outro lado, o cinto de segurança é um arnês concebido para segurar e proteger os ocupantes de um veículo no caso de ocorrer alguma colisão. Considera-se que se trata do sistema de segurança passiva mais efectivo que existe.

Por fim, convém não esquecer que a segurança também pode fazer referência à defesa nacional. São políticas que desenvolvem os Estados para evitar ou recusar ataques que possam ser levados a cabo por outros países. A segurança nacional tende a estar vinculada às forças armadas e ao armamento.