Conceito de texto científico




Jun 14, 12 Conceito de texto científico

Um texto é um conjunto coerente de enunciados com intenção comunicativa através dos seus signos. O adjectivo científico, por sua vez, qualifica aquilo, aquele(s) ou aquela(s) pertencente(s) ou referente(s) à ciência (isto é, o conjunto de métodos e técnicas que permitem organizar a informação).

Ora, um texto científico tem por base a utilização da linguagem científica. Trata-se de um tipo de texto que recorre a uma linguagem clara, com uma sintaxe não demasiado complexa e orações ordenadas. O objectivo é que a informação não seja mal-interpretada: estes textos devem portanto ser precisos.

Quem escreve um texto científico evita termos ambíguos, já que pretende que o significado das suas palavras seja unívoco, com um único significante e significado. Por isso, tenta minimizar todo o tipo de subjectividade, destacando os dados concretos acima de quaisquer opiniões.

A intenção é que o texto científico seja compreendido por qualquer membro do grupo-alvo, isto é, ao qual se destina. Aspira à universalidade através de uma terminologia específica, permitindo assim traduções precisas e exactas noutras línguas e sem margem de manobra para interpretações erróneas.

Os textos científicos, por outro lado, apresentam enunciados que podem ser submetidos à verificabilidade (ou seja, que possam ser comprovados). Geralmente, são redigidos no âmbito de uma comunidade científica para comunicar e demonstrar os progressos conseguidos numa investigação ou pesquisa. Graças às revistas de divulgação científica, estes conteúdos chegam às mãos de um maior número de receptores embora a tendência destas edições seja utilizar uma linguagem acessível ao leitor médio (público em geral).