Conceito.de

Conceito de atribuição

Se analisarmos a etimologia do termo atribuição, devemos abordar a língua latina e sua palavra “attributio”. Chama-se atribuição ao ato de atribuir: indicar a competência de algo, atribuir qualidades ou propriedades a uma coisa ou a alguém.

A ideia de atribuição é geralmente usada com relação às faculdades disponíveis para uma entidade de acordo com os regulamentos que governam sua operação. Por exemplo: “O controle do orçamento é uma atribuição desta comissão”, “A contratação direta de funcionários não é uma atribuição dos legisladores”, “Eu tenho a atribuição de suspender você e até de demitir você: eu recomendo que você comece a prestar atenção às minhas instruções, se não quer ter problemas”.

Uma atribuição também consiste em imputar um trabalho ou uma ação a uma pessoa, declarando que esta é a pessoa responsável. Muitas vezes as atribuições são feitas de forma errada e apontam erroneamente para o autor em questão.

Suponhamos que um jornalista atribui o romance “Cem Anos de Solidão” ao peruano Mario Vargas Llosa que foi escrito pelo colombiano Gabriel García Márquez. Ao avisar sobre a falha, outro jornalista comenta: “Você se enganou na atribuição: ‘Cem Anos de Solidão’ é um livro de García Márquez, não de Vargas Llosa”.

No campo da psicologia social, a noção de teoria da atribuição é usada para se referir a como o ser humano avalia seu comportamento e o comportamento de outros indivíduos. O chamado processo atributivo apela a dois tipos de causas para explicar os comportamentos: externo (o contexto, um ato de um terceiro sujeito, etc.) ou interno (inteligência, personalidade).