Conceito.de

Conceito de caleidoscópio

Caleidoscópio é um termo que deriva da língua grega e que alude a um tubo que dispõe no seu interior de vários espelhos, os quais se encontram inclinados. Numa das extremidades do caleidoscópio há duas lâminas de vidro: entre elas, diferentes objectos irregulares e de diversas cores. Girando o tubo e observado pelo lado oposto, as imagens destes objectos compreendidos entre as lâminas de vidro multiplicam-se de forma simétrica.

Os caleidoscópio contêm três espelhos, dispostos como um prisma com forma triangular que reflecte para o sector interno. Conforme a disposição angular dos espelhos, vão-se multiplicando mais ou menos imagens dos objectos que se encontram entre as lâminas de vidro translúcidas. Se os espelhos se encontrarem a 45º entre si, quando se olha pela extremidade do caleidoscópio, encontram-se oito imagens que se duplicam.

A presença de mais ou menos espelhos no interior do tubo modifica os efeitos visuais que pode produzir o caleidoscópio. Desde que este aparelho foi criado em 1816 pelo científico escocês David Brewster (nascido em 1781 e falecido em 1868), tornou-se um jogo bastante popular em todo o planeta.

Em sentido figurado, a ideia de caleidoscópio é usada para designar um conjunto formado pelos elementos heterogéneos e variáveis. Por exemplo: “O nosso teatro oferece um caleidoscópio musical aos vizinhos”, “O escritor apresenta um caleidoscópio de vivenças extremas no seu novo livro de crónicas”, “O treinador concebeu um caleidoscópio de estratégias para se adaptar às diversas situações que serão apresentadas à equipa durante o campeonato”.