Conceito.de
Conceito de

Hostilidade

Hostilidade é a qualidade daquele que é hostil. Ela compreende o estado emocional assinalado por atitudes e comportamentos agressivos em relação a uma pessoa, grupo ou também a uma entidade.

hostilidade
Hostilidade remete a um comportamento agressivo

A hostilidade é ainda acompanhada por sentimentos fortes de raiva, ressentimento ou intolerância.

Essa condição tende a provocar conflitos, agressões verbais e mesmo agressões físicas, além de discriminação, causando danos emocionais, psicológicos ou também físicos às partes envolvidas.

Origens e natureza da hostilidade

A hostilidade é uma atitude que poderia ter raízes em variadas fontes, tais como: diferenças políticas, ideológicas, culturais, religiosas, etc. Essas diferenças tendem a gerar conflitos de interesse, culminando em sentimentos de inimizade e de rivalidade.

O que ainda pode gerar ou nutrir a hostilidade são experiências de injustiça, abuso ou de discriminação, sendo que essas levariam ao desenvolvimento de rancores e de ressentimento densos.

Manifestações da hostilidade

A hostilidade pode se manifestar de diferentes formas, a exemplo da agressão, rivalidade, etc.

Uma dessas formas é a rivalidade. Essa pode ser nutrida por emoções como o ciúme, a inveja e o desejo de ser superior. E isso leva a interações hostis e confrontos constantes.

Outro caso é o do antagonismo, que emerge se duas partes possuem objetivos, crenças ou interesses contrários e se convertem em adversários. Esse antagonismo poderia então virar uma rivalidade, uma competição acirrada e frequente entre as partes.

Em casos extremos, outra manifestação da hostilidade seria por meio da agressão física, emocional ou psicológica. E aqui há como citar a agressão verbal, o bullying, as intimidações, assédios, etc. E existe ainda a agressão física, onde uma pessoa machuca outra pessoa ou grupo fisicamente, resultando em ferimentos severos e até na morte.

Intolerância e preconceito: formas de discriminação

Surge no âmbito da hostilidade também a intolerância. Essa é a recusa em aceitar ou em respeitar as diferenças das demais pessoas, assim como suas culturas ou ideias. E isso tende a culminar em discriminação, marginalização e, ainda, na exclusão dos grupos minoritários.

O preconceito, por sua vez, se configura em uma forma de julgamento negativo fundamentado em estereótipos injustos sobre um grupo em particular.

Essas duas atitudes são comumente enraizadas no medo, na falta de conhecimento e de empatia.

Xenofobia, racismo e sexismo

Uma pessoa pode ainda agir com hostilidade se for xenofóbica, racista ou sexista.

Xenofobia se trata da aversão a pessoas estrangeiras ou que pertençam a outras culturas. Esse comportamento é comumente acompanhado por ações discriminatórias e prejudiciais.

O racismo, por conseguinte, é a crença em que uma raça seja superior a outras. E com isso ocorre a discriminação fundamentada em tal crença.

Por fim, o sexismo é a discriminação baseada no gênero, por vezes refletindo a crença na superioridade de um sexo em relação o outro.

Tais formas de discriminação se configuram em expressões extremas da hostilidade, quase teriam consequências drásticas para as vítimas e a sociedade de modo geral.

Ódio e ressentimento: emoções relacionadas à hostilidade

conceito de hostilidade
Uma pessoa que age com hostilidade pode estar com ódio ou ressentimento pelo que alguém lhe fez

No contexto da hostilidade, o ódio é uma emoção forte que está sempre presente em comportamentos do tipo. Ele designa uma aversão extrema ou indignação quanto a uma pessoa ou grupo.

O ódio pode ser sustentado por experiências que uma pessoa tenha vivido e que caracterizam em injustiça. E isso levaria uma pessoa a, em muitos casos, apresentar comportamentos agressivos e danosos.

Há ainda o ressentimento, o qual surge se alguém se sente maltratado e injustiçado e guarda rancor quanto a aquele que cometeu esse ato de injustiça.

Bullying e assédio

A hostilidade pode ainda surgir no âmbito estudantil ou no trabalho, por exemplo. E nesse caso, o perpetrador pode atuar com assédio e com bullying.

O bullying é come se chama o comportamento agressivo e recorrente voltado para intimidar, humilhar ou para controlar uma pessoa. É comum que ele ocorra em distintos contextos, como escolas, faculdades, locais de trabalho e mesmo na internet, tendo ele sérias consequências na saúde mental e emocional de uma vítima.

Já o assédio é um modo de comportamento hostil que compreende a perseguição frequente e indesejada de uma pessoa. Em muitos casos, o objetivo com isso é intimidar ou dominar essa pessoa. E aqui é necessário que a pessoa que sofre com esse assédio denuncie o seu agressor.

Coerção e retaliação: estratégias de controle e vingança

Quando a hostilidade de uma pessoa tem como foco a vingança, então ela pode apresentar comportamentos como coerção e retaliação.

A coerção é o ato de usar ameaças, pressões ou manipulação a fim de forçar uma pessoa a agir contra sua vontade. Ela tende a ocorrer nos relacionamentos abusivos, nos ambientes de trabalho tóxicos e também nas situações de intimidação.

Enquanto isso, a retaliação é uma resposta hostil diante de uma ação injusta ou prejudicial. É comum que ela assuma a forma de vingança ou de punição contra aquele que é o perpetrador da ação.

Citação

SOUSA, Priscila. (1 de Abril de 2024). Hostilidade - O que é, conceito e definição. Conceito.de. https://conceito.de/hostilidade