Conceito de poder


Abr 07, 11

O termo poder tem múltiplas definições e acepções. A palavra é usada para fazer referência à faculdade, facilidade ou potência para fazer algo. O poder também implica ter mais força do que outra pessoa e vencê-la numa luta física ou numa discussão (num debate).

Por outro lado, como se pode verificar pelo Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, o conceito de poder assinala a possibilidade de que algo aconteça: “Pode ser que ainda chova durante a noite”.

Em todo caso, o uso mais habitual do termo refere-se ao domínio, império, faculdade e jurisdição que alguém tem para executar algo ou mandar. Desta forma, o poder está relacionado com o governo de um país ou com o instrumento onde consta a faculdade de um homem outorgar a outro para que, no seu lugar (na vez dele) e em sua representação, possa executar algo. O poder é, além do mais, uma posse ou a tenência de algo (por exemplo: “Já tenho os documentos em meu poder”).

Este conceito, quando utilizado em combinação com outras palavras, permite designar diferentes situações. Como tal, o poder absoluto refere-se ao despotismo; o poder aquisitivo (ou de compra), à capacidade económica para adquirir bens e serviços; o poder constituinte, àquilo que corresponde à soberania popular para se organizar através das suas Constituições; o poder executivo, àquele(a) que tem a seu cargo o governo do Estado e a observação das leis; o poder legislativo, àquele(a) que conta com a potestade para fazer e reformar as leis; e o poder judiciário, ao que exerce a administração da justiça, entre outros.