Conceito.de

Conceito de ruminante

Escutar o artigo

Ruminante é o adjetivo que é utilizado para qualificar a espécie que rumina. O verbo ruminar, por sua vez, refere-se à ação de fazer com que um alimento regresse à boca para ser mastigado pela segunda vez, logo depois de ter sido depositado numa certa cavidade. Os ruminantes tratam-se de mamíferos herbívoros da ordem dos antiodátilos.

ruminante
As cabras são animais ruminantes

Os ruminantes, deste modo, constituem um grupo de animais que tem a característica de ruminar. Estes animais regurgitam o alimento quando está semi-digerido para o voltar a mastigar.

As vacas, as cabras, as ovelhas, os veados, os búfalos, os cervos e os bisontes são ruminantes. Além disso, ovinos, bubalinos, girafas e caprinos fazem parte também desse grupo. Em alguns casos, considera-se que os camelídeos façam também parte desse grupo, contudo é uma exceção, posto que eles não fazem parte da subordem Ruminantia, da qual fazem parte os demais citados.

Os bovinos são o grupo de animais onde mais há ruminantes, tais como: zebu, touro, iaque, gaial, gauro, anoa, saola, búfalo-africano, cudo, elande-comum, entre outros.

Cervídeos também são um grupo de animais que são ruminantes, onde tem-se: corças, cervo sika, chital, veado andino, cervo comum, cervo de timor, entre outros.

Estômago dos animais ruminantes

conceito de ruminante
Os ruminantes fazem sua digestão em dois tempos

Trata-se de seres cujo aparelho digestivo está dividido em diferentes cavidades. Por isso se diz que os ruminantes têm quatro estômagos embora na realidade sejam quatro compartimentos ou divisões. Os ruminantes possuem um estômago que é dividido em: rúmen, rume ou pança, retículo, folhoso ou omaso e abomaso.

E a divisão do estômago dos ruminantes nesses compartimentos é essencial porque possibilita que esses animais aproveitem melhor a celulose, que é um componente nutricional existente nos vegetais que eles consomem, o que ajuda-os a obterem energia, por exemplo.

Usando a língua, os ruminantes agarram o alimento, depois eles iniciam a mastigação, que dura pouco tempo, para após disso vir a deglutição e então esse alimento segue até a primeira cavidade do estômago.

A primeira cavidade é o rúmen. Neste sector, diversos microrganismos descompõem o alimento em componentes mais reduzidas para que a digestão possa ter lugar. Primero o alimento mastigado passa por essa cavidade e os microrganismos presentes naquela área fazem a digestão da celulose. E é aqui ainda que acontece a produção de vitaminas, ácidos, etc.

O alimento já decomposto é portanto regurgitado desde o rúmen e regressa à boca através do esófago. O ruminante volta a mastigar a comida para a engolir novamente, mas desta vez passa para o retículo. Nesta segunda cavidade o alimento avança na sua fermentação. É nesse segundo compartimento que o alimento sofre também com as ações de microrganismos, os quais atuam na celulose. E aqui ele se mistura com a saliva do animal.

O percurso do alimento continua até ao omaso, a terceira cavidade do estômago de um ruminante. Neste sector o alimento continua a decompor-se e a ficar reduzido enquanto o animal absorve nutrientes e separa dejetos. Também é nesse terceiro compartimento que o alimento terá uma parcela da sua água removida.

Finalmente a comida chega ao abomaso, que é a quarta e última cavidade que participa no processo digestivo dos ruminantes. É nessa última cavidade onde o alimento e também os microrganismos passam pela digestão através das enzimas.

A digestão dos animais classificados como ruminantes se encerra no seu estômago, e uma curiosidade aqui é que o estômago dos ruminantes é maior do que o dos animais carnívoros, dado que há essa complexidade em sua digestão.

Todo esse processo explica porque vemos sempre, por exemplo, bois e vacas mastigando (parecendo que estão nisso infinitamente). Em outras palavras, os animais ruminantes faze a sua digestão em dois tempos, sendo que na primeira “fase” eles engolem o alimento mastigado rapidamente. E quando estão em repouso eles então regurgitam aquele alimento e começam o processo novamente, agora com mais “cuidado”, mas isso é algo que é feito pouco a pouco.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (14 de Fevereiro de 2016). Conceito de ruminante. Conceito.de. https://conceito.de/ruminante