Conceito.de
Conceito de

Vítima

Vítima é alguém que sofre danos ou injustiças devido a ações, eventos ou mesmo condições adversas. Por exemplo: a vítima do assaltante contou que ele levou todos os seus pertences.

O termo tem sua origem no latim victima, designando uma pessoa ou animal que era morto em sacrifício.

vítima
Uma vítima é alguém que sofre algum tipo de dano ou injustiça

No contexto geral, a vítima é quem passa por algum tipo de sofrimento, seja ele físico, emocional, financeiro ou mesmo social, em virtude de um incidente ou circunstância indesejada. O termo seria utilizado em variadas situações, como crimes, acidentes, desastres naturais, discriminação, abusos, entre outras.

E a identificação da vítima é importante para a resolução de problemas legais, sociais e éticos, com foco em conceder apoio, justiça e também reparação se necessário. Também é algo importante o reconhecimento e proteção das vítimas a fim de promover sociedades com mais justiça e compassividade.

Chama-se de vítima também a pessoa que foi morta devido a alguma ação ou descuido de alguém ou dela mesma. E ela possui direito a proteção, assistência jurídica, reparação e indenização, a depender do crime e sua gravidade.

Uma vítima pode não ter nenhuma responsabilidade pelo que acontecer, como no caso de um assalto ou abuso, mas em outros casos ela pode, como no caso de uma pessoa bêbada que atravessa uma avenida movimentada e é atropelada no ato.

Há ainda a vítima considerada menos culpada que o criminoso, quando essa vai até locais tidos como perigosos, por exemplo.

Se você tem apenas alguns segundos, leia estes pontos chave:
  • Vítimas de crimes violentos sofrem agressões físicas ou psicológicas e podem precisar de apoio psicológico ou participar de processos judiciais como testemunhas.
  • O abuso, seja físico, emocional ou sexual, geralmente ocorre em ambientes familiares, íntimos ou institucionais, causando traumas que impactam a saúde mental da vítima e exigem intervenções terapêuticas.
  • A negligência e o bullying causam adversidades constantes a suas vítimas, necessitando de intervenções preventivas e suporte psicossocial.
  • Vítimas de catástrofes ou acidentes encaram eventos imprevisíveis que podem resultar em danos físicos e emocionais, perdas materiais ou a morte de entes queridos.
  • O Transtorno de Estresse Pós-Traumático é uma condição psiquiátrica comum em vítimas de violência, abuso, desastres ou crimes, e impacta negativamente no funcionamento do dia a dia da pessoa, exigindo intervenções terapêuticas especializadas e apoio contínuo.

Vítimas de crimes violentos

Vítimas de crimes violentos são pessoas que sofreram agressões físicas ou psicológicas. E isso incluir diferentes casos como assaltos, homicídios, estupros e demais delitos considerados graves.

Essas vítimas encaram traumas, precisando depois de apoio psicológico e, por vezes, precisam participar do processo judicial sendo testemunhas.

Vítimas de abuso

Vítimas de abuso, seja esse abuso físico, emocional ou sexual, são aquelas submetidas a comportamentos danosos e coercitivos.

O abuso tende a ocorrer no âmbito familiar, em relacionamentos íntimos ou instituições. O trauma que se gera com isso afeta a saúde mental e emocional da pessoa, exigindo intervenções terapêuticas e outras ações e e práticas para a recuperação.

Negligência e bullying

Vítimas de negligência e bullying são aquelas que também encaram adversidades constantes.

A negligência compreende a falta de cuidados necessários, ainda mais em casos de crianças. Quando uma mãe ou pai (ou ambos) deixa uma criança sozinha em casa e sai para se divertir com os amigos, isso é considerado como negligencia.

Outro exemplo se negligencia seria no trabalho, quando um profissional deixa organizar algo importante que sabe que é sua função fazer e que seria crucial para a empresa.

Já no caso do bullying, ele se trata de um ato de intimidação, que pode ser física, verbal ou virtual, gerando danos emocionais. Esse se trata de um ato de violência que ocorre de forma repetida e praticado por uma ou mais pessoas.

Ambos os casos citados precisam de intervenções preventivas e com suporte psicossocial.

Vítimas de catástrofes e acidentes

Vítimas de catástrofes ou de acidentes encaram eventos imprevisíveis. No caso das catástrofes, há os desastres naturais como tempestades, secas, inundações e erupções vulcânicas que geram tanto danos físicos e emocionais para a pessoa e seus familiares, quanto danos em seus bens.

Um exemplo de desastre natural foi o Terremoto e Tsunami na Indonésia que ocorreu em 26 de dezembro de 2004. Esse se tratou de um terremoto de magnitude 9, qual arrasou uma considerável parte da costa oeste de Sumatra, na Indonésia. Esse, considerado como o terceiro maior maremoto de todo o mundo, alcançou por volta de quinze países da região, gerando a morte de mais de 230 mil pessoas.

Quanto aos acidentes graves, os mesmos tendem a ocasionar lesões graves no corpo da pessoa ou pessoas. E essas ainda podem evoluir e causar danos permanentes ou até a morte.

Essas vítimas sofrem com perdas materiais, lesões físicas e, em certos casos, a morte dos entes queridos. A resposta compreende ajuda humanitária, serviços de emergência e também apoio a reconstrução.

Algumas consequências sofridas pelas vítimas

conceito de vítima
Vítima é um termo que se aplica em variadas situações de acidentes, crimes, desastres naturais

As vítimas são expostas a diferentes tipos de ações e, assim, terão consequências diversas. Uma delas é o Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT).

O Transtorno de Estresse Pós-Traumático se trata de uma condição psiquiátrica que pode acometer pessoas anteriormente expostas a eventos traumáticos expressivos.

A vítima, depois de vivenciar situações como violência, abuso, passar por desastres naturais ou crimes, poderia então desenvolver sintomas persistentes, a exemplo de flashbacks, pesadelos, ter ansiedade extrema e também evitar estímulos ligados de algum modo ao trauma.

O TEPT impacta de maneira negativa no funcionamento dessa pessoa no dia a dia, causando problemas ainda na qualidade de vida dessa vítima, o que exigiria intervenções terapêuticas especializadas, tal como é o caso da psicoterapia cognitivo-comportamental. Já em outros casos, seria necessário o uso de medicamentos.

O apoio contínuo é fundamental para ajudar a vítima na superação dos efeitos duradouros do trauma. E assim promover a recuperação emocional dessa pessoa.

Citação

SOUSA, Priscila. (28 de Janeiro de 2024). Vítima - O que é, conceito e definição. Conceito.de. https://conceito.de/vitima