Conceito de egoísmo




Nov 14, 11 Conceito de egoísmo

O termo egoísmo faz referência ao amor excessivo e não moderado que uma pessoa sente por ela mesma e que a leva a olhar desmedida e quase exclusivamente pelos seus próprios interesses. Portanto, o egoísta não se interessa pelo interesse do próximo e rege os seus actos em função da sua absoluta conveniência.

O conceito provém do ego que, de acordo com a psicologia, é a instância psíquica mediante a qual um indivíduo toma consciência da sua própria identidade e se reconhece como “eu”. O ego é o intermediário entre a realidade do mundo físico, os impulsos do sujeito e os seus ideais.

O egoísmo, como tal, é um conceito oposto ao altruísmo. A pessoa altruísta sacrifica o seu próprio bem-estar a favor dos outros; isto é, zela pelo bem-estar alheio antes do seu próprio bem-estar.

Por exemplo: um grupo de três pessoas esfomeadas encontra-se frente a uma mesa onde estão duas sandes. O egoísta, sem pensar duas vezes, irá comer uma das sandes muito rapidamente só para não ter de o dividir/partilhar com os outros. Já, o altruísta deixará que os outros dois sujeitos se sirvam e comam à vontade, e acabará por ficar sem comer.

Existem distintos tipos de egoísmo. O egoísmo psicológico é uma teoria segundo a qual o comportamento humano é estimulado por motivações interesseiras. O egoísmo ético considera que as pessoas ajudam os demais, embora sempre com vista a ganharem algo em troca posteriormente (a ajuda representa uma forma para obter algo proveitoso). O egoísmo racional, por outro lado, sustenta que a procura do próprio interesse é o fruto do uso da razão.