Conceito.de

Conceito de custo do capital

O custo do capital é o rendimento requerido sobre os vários tipos de financiamento. Este custo pode ser explícito ou implícito e ser expressado como sendo o custo de oportunidade para uma alternativa equivalente de investimento.

A determinação do custo de capital implica a necessidade de estimar o risco do investimento, analisando os componentes que conformarão o capital (como a emissão de acções ou a dúvida). Existem diferentes formas de calcular o custo do capital, que dependem das variáveis utilizadas pelo analista.

Por outras palavras, o custo do capital supõe a retribuição que irão receber os investidores por injectarem capital na empresa, isto é, o pagamento que obterão os accionistas e os credores. No caso dos accionistas, receberão dividendos por acção, ao passo que os credores irão beneficiar com os juros pela quantia desembolsada (por exemplo, aplicam 10.000 euros e recebem 12.000, o que perfaz um lucro/juros de 2000 euros.

A avaliação do custo de capital informa quanto ao preço que a empresa paga por usar o capital. Esse custo é calculado como uma taxa: existe uma taxa para o custo de dúvida e outra para o custo do capital próprio; ambos os recursos formam o custo do capital.

Cabe frisar que o capital de uma empresa é formado pelo capital contabilístico externo que se obtém através da emissão de acções comuns em oposição às utilidades retidas, pelo capital contabilístico interno proveniente das utilidades retidas, pelas acções preferentes e pelo custo da dúvida (antes e depois de impostos).