Conceito.de

Conceito de alquimia

A alquimia é uma crença esotérica que está relacionada com a transmutação da matéria. As práticas e experiências da alquimia foram fulcrais no desenvolvimento original da química. Ainda assim, os alquimistas andavam em busca da pedra filosofal para transformar qualquer metal em ouro.

A alquimia é considerada como uma ciência protótipo ou uma disciplina filosófica que abrange noções da química, da física, da astrologia, da metalurgia, do espiritualismo e da arte. As escolas de alquimia gozaram de um grande popularidade durante cerca de 2500 anos, em regiões como a Mesopotâmia, o Antigo Egipto, a China, a Índia, a Grécia Antiga e o Império Romano.

Apesar das suas diversas formas e correntes, hoje em dia, a alquimia está amplamente associada à procura de um processo que permita transformar qualquer elemento em ouro e à capacidade de alcançar a vida eterna.

Os alquimistas acreditavam piamente que a pedra filosofal vermelha era capaz de transmutar meros metais em ouro, e que a pedra filosofal branca podia transformar metais vulgares em prata.

A pedra filosofal também está relacionada com o elixir da vida, uma substância que permitiria curar todas as doenças e possibilitar a vida eterna. Apesar de não existir semelhante poção, muitos alquimistas, como Paracelso, chegaram a fazer importantes descobertas na área farmacêutica.

Convém destacar que, na teoria, não é totalmente impossível converter chumbo em ouro. Para esse efeito, bastaria extrair três dos 82 protões de um átomo de chumbo e obter um átomo de ouro (de 79 protões). No entanto, na prática, as projecções de energia fazem com que esta transmutação seja inconcebível.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (22 de Maio de 2012). Conceito de alquimia. Conceito.de. https://conceito.de/alquimia