Conceito.de
Conceito de

Dissidente

Dissidente é quem disside. Dissidir, por sua vez, significa separar-se de uma doutrina, crença ou conduta comum. O conceito costuma ser usado com conotação política para fazer referência a qualquer pessoa que decida separar-se da comunidade ou do partido de que fazia parte. O dissidente deixa de reconhecer a legitimidade da autoridade à qual devia submetimento.

Dissidente
O dissidente é aquele que se afasta de uma doutrina ou conduta comum

Um dos usos mais frequentes do termo aparece nos regimes totalitários para fazer referência àqueles que se opõem ao sistema político e social imperante. Os dissidentes costumam ser perseguidos, censurados, encarcerados, torturados e até executados pelas autoridades.

Em Cuba, são considerados dissidentes aqueles que se opõem à Revolução Socialista e ao regime estabelecido em 1959. E impossível dar uma definição precisa da noção, já que a qualificação da dissidência dependerá de quem a fizer. Para o governo cubano, os dissidentes são empregados da CIA e de outros organismos norte-americanos, que recebem dinheiro para exercer a oposição e que ameaçam a paz social. Do outro extremo, muitos consideram os dissidentes cubanos como defensores dos direitos humanos e da liberdade de expressão.

A filóloga e jornalista Yoani Sánchez e o psicólogo e jornalista Guillermo Fariñas Hernández são atualmente alguns dos dissidentes cubanos mais conhecidos no mundo.

Os dissidentes soviéticos, por outro lado, eram os opositores ao regime da União Soviética. Regra geral, eram cidadãos que recorriam a meios não violentos e que organizavam diferentes tipos de protestos apesar de muitos acabarem por estar confinados a centros de detenção e serem deportados.

Se você tem apenas alguns segundos, leia estes pontos chave:
  • A dissidência é um componente importante do debate democrático e pode ser uma forma de luta por autonomia, libertação e autodeterminação.
  • Os dissidentes possuem traços distintos, como coragem e prontidão para arriscar sua segurança em prol de uma causa maior, e, às vezes, promovem a moderação, o pluralismo, a diversidade e inclusão.
  • A resistência dos dissidentes pode assumir diversas formas, como desobediência civil, manifestações e greves, visando expor abusos de poder e promover mudanças na sociedade.
  • No contexto democrático, os dissidentes ajudam a fortalecer a democracia ao expor injustiças e estimular reformas em prol da igualdade e justiça social.

Características de dissidentes e a natureza da resistência

A dissidência se configura numa expressão fundamental dos direitos humanos e um componente também importante do debate democrático.

Os dissidentes são indivíduos ou grupos que não aceitam as políticas, práticas ou ideologias do governo vigente. Os mesmos desafiam as normas definidas e vão atrás de mudanças, tendo em certos casos que enfrentar repressão e perseguição.

Razões para a dissidência

A dissidência pode existir em variados contextos políticos, seja em democracias, ditaduras ou regimes autocráticos.

Dissidentes podem se rebelar contra a falta de liberdade, contra a desigualdade, a repressão, a injustiça ou também contra as violações dos direitos humanos.

Em regimes autoritários, a dissidência se caracterizaria como uma forma de luta por autonomia, libertação e autodeterminação. Enquanto em democracias, os dissidentes poderiam almejar reformas e mudanças progressivas a fim de melhorar a sociedade.

Características comuns de dissidentes

Os dissidentes tendem a dispor de traços distintos que os distinguem dos demais. Eles são pessoas corajosas, prontas para arriscar a sua segurança visando uma causa maior.

A moderação, o pluralismo, também a diversidade e inclusão se configuram em valores que, por vezes, amparam suas perspectivas, em busca de uma sociedade com mais justiça e tolerância. Contudo, os dissidentes ainda podem mudar sua abordagem, com alguns seguindo algo mais radical ou extremista perante à opressão que encaram.

Sobre a natureza da resistência de dissidentes

conceito de dissidente
Quem se separa do partido do qual fazia parte também é chamado de dissidente

A resistência dos dissidentes admite diversas formas, como a desobediência civil, manifestações, greves, entre outras.

No caso da desobediência civil, ela se trata de uma estratégia onde os dissidentes desafiam as leis que eles reconhecem como injustas ou opressivas, com foco em expor o abuso de poder do regime.

Já as manifestações públicas e as greves têm o foco em chamar a atenção para as questões em debate e estimular a sociedade pela mudança.

Mas a resistência pacífica dos dissidentes, em diversos casos, é recebida com perseguição por parte do governo. E eles ainda acabam oprimidos.

Dissidentes e a democracia

Os dissidentes possuem um papel significativo para manter e fortalecer a democracia. Nos regimes democráticos, os dissidentes são repetidamente vozes de oposição que focam em conseguir aprimorar e aprofundar os princípios democráticos. Eles podem então ir em busca de áreas onde a democracia falhe ou os direitos e liberdades individuais são violados. Assim, os dissentes objetivam, numa democracia, expor injustiças e estimular reformas em prol da igualdade e da justiça social.

Mas é importante não confundir dissidente com dissente. Esse último designa aquele que estuda, por exemplo: o professor apresentou a nota do trabalho do discente.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (10 de Julho de 2013). Atualizado em 23 de Junho de 2023. Dissidente - O que é, características, conceito e definição. Conceito.de. https://conceito.de/dissidente