Conceito.de

Conceito de dividendo

Dividendo, do latim dividendus, é a quantidade ou o número que se deve dividir por uma ou outro. Na operação aritmética da divisão, trata-se de averiguar quantas vezes o divisor está contido no dividendo. O resultado inteiro da divisão recebe o nome de quociente.

Por exemplo: se dividimos 16 em 2 (16/2), teremos o 2 como divisor e o 16 como dividendo. O 8 é o resultado da operação, isto é, o quociente.

Pode-se dizer, por conseguinte, que o dividendo é igual ao quociente pelo divisor mais o resto. No nosso exemplo anterior: 16=8×2+0.

Na conta 45/5=9, 45 é o dividendo, 5 é o divisor, e 9, o quociente (45=9×5+0).

No âmbito da economia e das finanças, o dividendo é a retribuição ao investimento que uma sociedade outorga aos seus accionistas segundo a quantidade de acções de cada um. O dividendo é pago com recursos que se originam nos benefícios da empresa durante um certo período e pode pagar-se tanto em dinheiro como em mais acções.

Compete à Assembleia-Geral de Accionistas de uma empresa decidir quando e como se pagam os dividendos. Se ficar estipulado que se irá pagar 0,25 euros por cada acção, a pessoa que for titular de 5.000 acções cobrará 1.250 euros. No entanto, se a decisão é distribuir os dividendos em acções e fixar uma retribuição de uma acção por cada 80 acções possuídas, o sujeito do exemplo anterior receberá 62 acções.