Conceito.de

Conceito de queísmo

O conceito de queísmo aparece no âmbito da gramática espanhola para designar a utilização incorrecta da conjunção “que”, quando se deveria usar a sequência “de que”.

Exemplos: “Já é altura de me darem valor” é um queísmo já que a expressão correcta do ponto de vista gramatical seria “Já é altura de me valorizarem”. O queísmo, por conseguinte, implica a falta da preposição “de” quando esta deveria anteceder a conjunção “que” no âmbito de uma oração subordinada.

Embora o queísmo implique um uso inadequado da linguagem, trata-se de uma maneira de simplificar a fala que é muito frequente a nível coloquial. Por isso, é habitual encontrar-se com diferentes exemplos de queísmos sem que se repare no erro.

“Nem dei fé que entraste no quarto” também é um queísmo. A expressão correcta, neste caso, seria a seguinte: “Nem dei fé de que entraste no quarto”. Claro que se formos mais rigorosos e precisos, linguisticamente falando, o uso do tempo Pretérito perfeito do modo Indicativo (para o verbo entrar) também tão é de todo correcto, já que é preferível optar pelo Pretérito-mais-que-perfeito composto do Indicativo: “de que tinhas entrado”.

“Pretendo convencer-me de que agi bem, mas estou na dúvida” é algo que poderia expressar uma pessoa com algum conflito moral. Essa frase não tem erros gramaticais. Diferente seria se o mesmo sujeito comentasse: “Pretendo convencer-me que agi bem, mas estou na dúvida”.

Uma regra para determinar se há necessidade de usar a sequência “de que” ou apenas a conjunção “que” consiste em substituir a oração subordinada pelo pronome “isso”. Quando o resultado carece de sentido, é necessário utilizar “de que”.

Se retomarmos o exemplo anterior, veremos que “Pretendo convencer-me isso” não faz sentido; no entanto, “Pretendo convencer-me disso”, aí, sim, faz sentido. Posto isto, deve-se usar “de que” (“Pretendo convencer-me de que agi bem, mas não duvido disso”).

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

cripta

Um vocábulo da língua grega chegou ao latim como “crypta”, que passou para a nossa língua como cripta. O conceito...

Conceito de

criptograma

Criptograma é a mensagem que foi escrita usando algum tipo de chave. A etimologia da palavra remonta ao idioma grego:...

Conceito de

criogenia

O conceito de criogenia se refere às técnicas e práticas que são realizadas usando temperaturas muito baixas. A criogenia é...

Conceito de

criminologia

A criminologia é a especialidade científica dedicada à análise das causas e do contexto dos crimes. Este ramo das ciências...

Conceito de

crioterapia

Crioterapia é o nome dado à terapia que se baseia no uso de baixas temperaturas para o desenvolvimento de um tratamento. A...

Conceito de

criosfera

A noção de criosfera não faz parte do Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa online da Michaelis. O conceito, no...

Conceito de

criminalística

Criminalística é a disciplina que consiste em analisar os indícios de um crime com o objetivo de determinar o máximo de dados...

Conceito de

criação

A noção de criação é usada para nomear o ato e o resultado de criar um ser vivo. O termo também pode ser usado com...

ARQUIVOS